Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sáb,   28/novembro/2020     
artigos

O estardalhaço da esquerda lulopetista não dará vitória a candidato do centrão

18/03/2020 19:56:11
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



FILOSOFANDO - “Modernamente, quando se quer atacar uma autoridade que combate a corrupção, não se parte mais para a eliminação física, se parte para a destruição da reputação moral do indivíduo, sem deixar de lado sua família. É isso que as mídias corrompidas fazem hoje: a desconstrução moral do indivíduo com imagem incorruptível perante a população”. GESSI TABORDA, jornalista aposentado e editor dessa coluna. 



Clique para ampliar

EDITORIALZIM
O ano é eleitoral e deveria motivar um trabalho mais intenso das autoridades eleitorais e também de educadores buscando explicar para os jovens a importância de sua participação no pleito. Daí, a primeira obrigação é a de informar que até 6 de maio jovens que completam 16 anos até a data do primeiro turno (4 de outubro) podem efetuar o alistamento e tornarem-se aptos para ir às urnas eletrônicas.

Em nossa capital, Porto Velho, este público não só é necessário, como também é expressivo o suficiente para mudar os rumos de uma eleição. Aqui como alhures, os jovens ainda não estão estimulados a participar do pleito, principalmente por serem refratários aos métodos de políticos da ativa, sempre mais interessados em tirar proveito próprio dos cargos, enriquecendo-se com rapidez e cuidando dos interesses de pequenos grupos de amigos e da família.

Os jovens muitas vezes não sabem a força representativa que têm, especialmente por desconhecerem que eles representam mais de 10% do eleitorado da cidade. É por isso que a coluna insiste na importância de que as escolas e a própria Justiça Eleitoral faça campanhas para aumentar o alistamento eleitoral da juventude.

É muito importante que, desde cedo, os jovens desenvolvam a consciência sobre a importância de participarem ativamente da construção da democracia e entenderem o voto como o exercício fundamental da cidadania. Mais do que nunca, este público precisa compreender que é peça primordial de uma sociedade e que o governo em exercício também o representa. Desta forma, os jovens também têm o direito e o poder de emitir suas próprias opiniões, fazer suas reivindicações enquanto cidadãos, fiscalizar seus representantes e lutar por melhores condições de vida para todos.

Isso só é possível se houver o despertar da população jovem para a realidade que os cerca, o que se dá a partir do acesso adequado ao conhecimento e à informação correta. Isso porque não basta apenas comparecer às urnas na data em questão, mas ser capaz de votar conscientemente e com responsabilidade, sempre pesando quais são as melhores pessoas para governar pelos nossos direitos – ainda mais se considerarmos que a corrupção e os maus governantes são resultado do voto imprudente. Se o jovem for capaz de distinguir e compreender tudo isso, certamente estaremos no caminho certo para construir uma juventude mais cidadã, ativa e protagonista.

ABERTA
Está oficialmente aberta a janela eleitoral para a troca de partidos a todos que têm interesse em disputar a eleição de outubro próximo e estão com mandato eletivo. Portanto, nos próximos dias serão intensas as movimentações, principalmente nas câmaras de vereadores. Importante lembrar que essa será a primeira eleição sem coligação para composição de chapas nas proporcionais.

CANCELADO
A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil cancelou, a partir da última terça, as entrevistas rotineiras de visto de imigrante e não imigrante. O cancelamento vale para também para os consulados do país no Brasil. Segundo informou a embaixada não existe uma data para que os atendimentos sejam retomados.

AULAS SUSPENSAS
Em Porto Velho as aulas na rede municipal de ensino foram suspensas a partir de ontem pelo período de 15 dias. Essa decisão visa evitar a disseminação do Covid19. Até o momento não há registro de pessoas infectadas na capital rondoniense. As decisões tomadas pelas autoridades são, portanto, preventivas. Por esse mesmo motivo foram canceladas as audiências públicas para discussão do orçamento municipal.

ESTADO
Na rede estadual de ensino as aulas estão suspensas. Inicialmente a suspensão deve durar 15 dias. Esse prazo pode ser ampliado, segundo garantiu o governo, se no período o estado registrar algum caso de contaminação pelo Covid19.

BRENO
O advogado Breno Mendes está com tudo e não está prosa. Aproveitando a onda de Covid19 ele já está anunciando uma “blitz” em mercados e feiras para “denunciar aumento abusivo” no álcool gel. E vai, é claro, com seu colete bordado de “defensor do povo”. Breno não disfarça: está em plena campanha eleitoral usando as redes sociais como nenhum outro pretenso candidato.

RECONTRATAÇÃO
Pessoal celetista demitido da Assembleia estão confiantes na sua recontratação. E acreditam que serão recontratados com salários mais altos. Alguns, como consta, já estão de novo na folha de pagamento do legislativo estadual. Será que tudo não passou de embromação???

CONCURSADOS
Como na última terça feira a Assembleia deu posse a mais 19 servidores concursados, é possível que a promessa do presidente Laerte Gomes de emplacar uma gestão de austeridade, diferente das anteriores que motivaram várias operações da PF e do MP para estancar a sangria do dinheiro público em corrupção e desvio possa acontecer. Num evento realizado no plenário do Parlamento, o presidente garantiu devolver ao tesouro do estado R$ 50 milhões, graças à economia feita no orçamento da Assembleia.

EU NÃO SEI
Ontem andei conferindo mais uma vez a reação da mídia ao ato do presidente Bolsonaro em participar, cumprimentando populares, da manifestação de pessoas aglomeradas diante do Alvorada, em Brasília, no último dia 15. E, confesso, fiquei pasmo com títulos da mídia tradicional abrindo espaço para um refugiado haitiano e sua total manifestação de desrespeito ao presidente eleito por milhões de brasileiros afirmando que Bolsonaro “não é mais” o presidente do país. Francamente, eu não sei onde vamos parar!

SEM PUNIÇÃO
Vivi os anos de chumbo do Brasil como um jovem jornalista que sonhava em ver o país colocado nos trilhos viajando ao encontro de desenvolvimento, deixando de ser terceiro mundo, e reconquistando uma democracia plena, saindo da órbita do comunismo soviético. Certamente naquele período o imigrante do miserável país onde vivia seria expulso e até preso sem condescendência pelo desrespeito ao chefe do estado brasileiro. Só que isso não acontece mais. Estamos quase chegando ao auge da degringolação. O país vive uma fase de mistificações que só servem aos interesses dos grupos (corruptos e incompetentes) derrotados nas eleições de 2018 para a presidência da República.

JOGO DO PODER
Ouvi as duas mais importantes entrevistas do presidente Bolsonaro dessa semana. A primeira dada na CNN nacional e a segundo no Programa 90 Minutos da Rádio Bandeirantes, agora sob o comandado do Datena. O presidente eleito não deixou de responder nenhuma indagação e concluiu de forma certeira o que acontece no Brasil atualmente: a luta pelo Poder.

O presidente Jair Bolsonaro não é um primor de sutilidade e conhecimento, faltando-lhe tato em situações de fácil contorno. As pessoas de boa vontade sabem, todavia, que comparado ao apedeuta criminoso e à hoje consagrada anta que como poste se elegeu, Bolsonaro é um intelectual. E assim, aqueles que destilam ódio contra Bolsonaro não conseguem minar o governo ou debilitar ainda mais o país que saiu às ruas apesar dos apelos para adiarem a manifestação para apoiar o presidente e pedir juízo ao Congresso Nacional. Muito menos conseguiram derrubar através de um golpe o presidente que foi eleito sem depender da grande mídia ou dos esquemas tradicionais.

VENCEDOR
Faltou pouco para a dominação total e implantação de um estado de partido e comandos único e totalitário. O PT e seus satélites falharam nesse nefando objetivo simplesmente por terem se chafurdado no pântano da corrupção. Mesmo assim, com todas as infiltrações feitas pelos seus amansados parceiros em instituições como o STF (O PT foi absolvido pelo TSE como partido, mesmo tendo três ex-presidentes e três ex-tesoureiros presos e condenados por corrupção) e o Congresso Nacional eles não conseguiram mudar a cor da bandeira brasileira.

A vitória de Jair Bolsonaro aconteceu na hora certa em que os comunas e socialistas de fancaria imaginavam-se capazes de implantar no Brasil a cartilha do Foro São Paulo. Bolsonaro foi eleito no caráter, na honestidade, na boa vontade, na simplicidade, na espontaneidade, na probidade (intelectual e material) e não envergonha os brasileiros. E ao ira para as ruas no último domingo, apesar do Coronavirus, o povo reafirmou que o tripé da esquerda está manco e não deverá mudar mesmo com a grande mídia sendo de esquerda e ter sido comprada nos governos corruptos do lulopetismo a peso de ouro.

TAREFA
Bolsonaro será o alvo até o final de seu mandato. Cada palavra, gesto, opinião, desacerto, atitude, decisão, seja o que for, é minuciosamente triturado para se transformar em munição de ataque. A grande tarefa da esquerda não é fazer oposição e apresentar um projeto viável para o país, fora de seu viés corrupto. A missão é destruir tudo e todos que estão no governo Bolsonaro, mesmo aquilo que visivelmente tem sido melhor para o Brasil. Ou principalmente isso. Até o dispositivo sagrado da Constituição que garante o direito de manifestação (que as esquerdas não podem mais fazer porque acabou a verba pública para isso) os infiltrados no Estado, e a mídia viúva dos milionários patrocínios, vocifera tratar-se de ato contra a democracia.

INFILTRADOS
Os políticos de hoje não escapam dos infiltrados. Eles estão também no cenário das políticas estaduais. Aqui mesmo estão próximos a gabinetes das mais importantes instituições e os novos dirigentes parecem esquecer de uma máxima muito real. A esquerda é a velha esquerda de sempre. Acuse nos seus inimigos aquilo que você faz. Esses infiltrados remanescentes da era da exploração do recurso público e da dominação política arranjada nos porões sabem que não se trata de apoio ao governo, mas de manifestação contra eles, que, não só conspiram, mas agem abertamente contra a população brasileira e em favor de seus mesquinhos desígnios.

EM VÃO
O que os detratores do presidente Bolsonaro fazem ao procurar desqualificar manifestações como a do 15 de Março é uma busca desesperada de um candidato presidencial do “centrão” para tentar justificar sua infantil acusação de extrema-direita ao atual presidente. A manifestação do domingo passado de apoio ao Executivo para que cumpra seus compromissos eleitorais de reformar a cultura política brasileira! Agora apelaram para um refugiado do Haiti. Vivem a fazer estardalhaço de pronunciamentos fortuitos e infelizes do presidente como se isto fosse razão suficiente para lhe questionar a autoridade, além do blablabá do desrespeito à liturgia do cargo e outras quinquilharias.

O povo está com o Bolsonaro e vai continuar com ele por um fato muito simples: Bolsonaro foi a alternativa contra a destruição do país patrocinada pelo PT e seus quadrilheiros associados aos mais nefastos políticos fisiológicos. Os milhões de brasileiros que votaram em Bolsonaro condenaram a roubalheira de governos esquerdistas no Brasil e resolveram tirar a direita do armário para afirmar uma política conservadora no país e uma real alternância de poderes.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: