Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   18/junho/2019     
artigos

Prefeito recupera litorina da EFMM e inaugura novo paço

05/06/2019 22:23:08
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

NOVA PREFEITURA
Nesse dia 7, sexta feira, em ato presidido pelo prefeito Hildon Chaves, acontecerá a inauguração do novo paço municipal, instalado no histórico Prédio do Relógio (onde funcionou a administração da Estrada de Ferro Madeira Mamoré), devidamente recuperado pela gestão de Hildon, após a cedência do imóvel pelo governo federal.
Essa nova instalação onde já está funcionando o gabinete do prefeito é praticamente um marco da gestão que propiciará atendimento de excelência aos cidadãos de Porto Velho, a capital dos rondonienses. 
Ali, graças à ampla instalação, o atendimento ao povo, como já se avalia, é prestado com mais eficiência e agilidade os contribuintes que procuram o gabinete do prefeito com suas várias assessorias.
Sobre o novo paço municipal, o prefeito Hildon Chaves disse que ele era necessário “porque os cidadãos de Porto Velho merecem ser atendidos com rapidez, eficiência e qualidade”, pilares da administração.

PRÉDIO VELHO
O velho prédio em que funcionou por décadas o gabinete do prefeito não ficará inativo. Nele vai funcionar toda a área de tecnologia da informação, responsável pelo gerenciamento do banco de dados do município. Ali, os serviços de informática irão permitir a integração física e tecnológica de todas as redes da Administração Pública Municipal, definindo políticas de segurança e utilização do ambiente informatizado.

REVITALIZAÇÃO
O projeto de revitalização da praça da Estrada de Ferro Madeira Mamoré iniciado pelo prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, avança de forma dinâmica. 
Graças ao empenho do prefeito, um dos pontos altos daquele espaço público voltará a ser utilizado pela população a partir do domingo próximo, dia 9.
O prefeito vai inaugurar a litorina da EFMM, que volta a funcionar depois de aproximadamente 3 décadas de abandono.
A litorina é um veículo de transporte ferroviário dotado de motor, também chamada automotriz. Com sua inauguração no domingo será possível retomar o passeio turístico da praça da Madeira-Mamoré até a cachoeira de Santo Antônio. 
O projeto do prefeito para essa praça prevê a recuperação de todos os equipamentos comunitários destroçados ao longo das gestões anteriores.

ELEIÇÕES DE 2020
O assunto já está presente nas diversas instâncias do poder e também na mídia. Mas ainda está longe de empolgar o público principal, ou seja, o eleitor. O que se vê em maior profundidade nas pautas da mídia não passa de especulações.
E não poderia ser diferente: o ciclo se repete a cada quatro anos. Sempre que findado um processo de eleições presidenciais e estaduais. O foco dos bastidores da política de Porto Velho, a capital dos rondonienses, automaticamente se volta para a sucessão municipal. Não podia ser diferente: 2020 é logo ali.

POSTULANTES
Embora não se possa garantir nada sobre os postulantes de 2020, não se deve descartar a tradição local, a de que os ocupantes do cargo de prefeito sempre (ou na maioria das vezes) disputam a reeleição. 
O prefeito Hildon Chaves deve confirmar essa tradição. Ele continua com a característica de debutante político, mas certamente estará pronto para defender seu legado.
Há também outra tradição: a de que os candidatos mais votados na capital dos rondonienses no último pleito ressurjam como postulantes ao Executivo municipal. E nessa seara o nome do deputado federal Leo Moraes aparece como postulante certo.

INSEPULTOS 
Haverá ainda outros nomes prontos a testar seu potencial tendo em vista as eleições de 2022. E aí não deve faltar até mesmo nomes de personagens derrotados nas eleições passadas. Nos bochichos ouvidos no meio político afirma-se também a presença de partidos de esquerda, já com nomes definidos. Há um movimento tentando ressuscitar nomes sepultados no festival de corrupção verificado em gestões passadas.

FIXO
É claro que o prefeito Hildon Chaves tem recebido convites para mudar de partido com vistas à disputa do próximo ano. Mas não há nenhuma sinalização de que isso possa acontecer. Hildon deve permanecer no PSDB, onde tem espaço garantido para ser candidato, possivelmente com uma grande aliança de apoiadores.
Na verdade o prefeito é considerado nome natural para tentar um novo mandato. Ele continua sendo a melhor hipótese para a disputa pelos tucanos.

SÓ PELA INTERNET
A partir de julho, todos os serviços relacionados à Previdência Social serão acessados apenas por canais digitais e eletrônicos e pelo número de atendimento telefônico 135. O segurado só terá necessidade de ir à agência em caso de exigência específica, como na complementação de documentação ou para fazer perícia para auxílio-doença, com agendamento feito pela internet.

TCE ACERTA
Merecem aplausos e reconhecimento da população a decisão do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia em repassar uma verba milionária ao Estado para a construção de um novo hospital de urgências e emergências.
Para isso o TCE rondoniense desistiu de construir agora um novo prédio que ampliaria sua sede. 
O TCE vai fiscalizar de perto a aplicação desses recursos. Se não houver os costumeiros atrasos de percurso na construção da obra o povo poderá escapar do péssimo atendimento do João Paulo II com seu cenário de pacientes praticamente amontoados em macas (quando conseguem uma) pelos corredores.

QUESTÃO AMBIENTAL
Aproveitando esse mês em que a defesa do meio-ambiente motiva debates por todo o país, é bom estar conscientes da necessidade de assegurar o que já foi conquistado e muito mais. As questões são muitas. E muitas também são as formas de pensar e de agir, sobre elas. Estamos falando do ar que respiramos, da terra que produz o alimento que é nosso sustento, da água que é nossa fonte de vida, do planeta que é a nossa casa e onde vivemos. Assegurar o que já foi conquistado e muito mais. As questões são muitas. E muitas também são as formas de pensar e de agir, sobre elas. Estamos falando do ar que respiramos, da terra que produz o alimento que é nosso sustento, da água que é nossa fonte de vida, do planeta que é a nossa casa e onde vivemos.

NAS METRÓPOLES
Certamente nem todos veem Porto Velho ganhando contornos de uma metrópole. Mas essa polêmica não afasta uma certeza: apesar da diversificação das atividades econômicas e melhoria nos níveis de renda, persistem e se agravam os desequilíbrios sociais da cidade. Após mais de uma década de estagnação econômica, é pesado o fardo que a capital rondoniense suporta: altas taxas de desemprego, tensões sociais, índices preocupantes de criminalidade, infraestruturas deficientes e agressões ao ambiente. 
Isso tudo graças aos muitos gestores do passado que praticamente deixaram a cidade ao Deus dará!

UM FUTURO
Por décadas, faltou uma visão abrangente que oferecesse esperanças e confiança em um futuro melhor.
A situação só não se tornou mais caótica pela determinação do gestor Hildon Chaves que busca, como mostram as inaugurações dessa sexta feira (o novo paço municipal no Prédio do Relógio) e do domingo (na praça da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré) a superação das visões tradicionais do urbanismo, das normas idealizadas e nem sempre cumpridas pelos seus antecessores. O prefeito da capital dos rondonienses está vencendo um desafio importante: fazer com que a população acredite que a “metrópole” de Porto Velho oferece um futuro para seus moradores.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: