Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   15/dezembro/2017     
artigos

Cacique do PTB torce o nariz diante do projeto de ex-senador

28/11/2017 12:00:01
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

FILOSOFANDO

Na política é difícil distinguir os homens capazes, dos homens capazes de tudo.HENRI BÉRAUD (1885/1958), escritor e jornalista francês que usava o pseudônimo de Tristan Adeubert.

 

PREVIDÊNCIA

Enquanto o governo e o setor empresarial empurram o ônus da reforma da previdência para os trabalhadores, o Sindafisco aponta para outra direção que pode contribuir para “salvar” o Brasil: agilizar a cobrança da dívida ativa dos devedores da Previdência Social. Para tanto é preciso modernizar a legislação de execução fiscal, agilizando a cobrança das dividas. Exatamente essa incapacidade de cobrar devedores importantes facilita a vida de muitos políticos. Hoje, na relação dos maiores devedores da previdência está nada menos que a Eucatur, império pertencente ao clã do senador Acir Gurgacz. E mesmo figurando em destaque na lista dos devedores, Gurgacz ainda deseja ser o candidato do PDT na disputa pelo governo rondoniense. E bate o bumbo!

 

SEGURANÇA

Os senadores podem votar, nesta terça-feira (28), dois projetos que tratam de segurança pública e que ganharam regime de urgência na última semana. Um dos projetos altera a Lei de Responsabilidade Fiscal para excetuar as ações de segurança pública da aplicação das sanções de suspensão de transferências voluntárias. O outro projeto institui o Estatuto da Segurança Privada e da Segurança das Instituições Financeiras.

 

DISSERAM

Ontem uma fonte com trânsito entre procuradores de justiça atuando em Rondônia disse que Héverton Alves Aguiar está verdadeiramente dividido entre seu trabalho no Ministério Público e as conversas de bastidores com políticos de todo o estado. Algumas pessoas próximas do procurador dizem que a candidatura dele ao governo rondoniense não tem volta. Mas o próprio Héverton ainda desconversa preferindo argumentar que ainda não é hora para se falar disso. Nas entrelinhas, o procurador temido pelos corruptos rondonienses não deixa de mostrar interesse na debutação política. Pode ser um personagem tão surpreendente como foi Hildon Chaves que debutou e venceu a corrida pela prefeitura da capital de Rondônia.

 

PASSIVO

Segundo uma fonte com ótimo conhecimento técnico, a União tem um enorme passivo com Rondônia relativo às compensações da Lei Kandir. Mas nossos políticos em Brasília, praticamente todos aliados do governo Temer não fazem nada para impedir que o calote seja resolvido. Há, no entanto uma esperança de mudar a situação: deputados federais querem votar esta semana proposta que prevê repasse do governo federal de R$ 39 bilhões, a cada ano, aos estados para compensar as perdas, pagos a partir de 2019.

 

ALAVANCAR

Não conseguimos uma confirmação oficial. Segundo uma fonte muito próxima da prefeitura de Porto Velho, a capital de Rondônia, há empresários interessados em participar de um projeto para dotar a cidade de um Centro de Convenções capaz de nos colocar como um dos destinos do turismo de negócio. Certamente esta é uma possibilidade de alavancar o vetor econômico do turismo em Rondônia que sofre pela falta de iniciativas do setor público em alianças com o privado. Esperemos...

 

SÓ TITITI

Como a coluna vem destacando neste segundo semestre, o cenário da política rondoniense nessa altura do campeonato é um imenso poço de especulações. Não há certeza de nada, nem sobre as pré-candidaturas lançadas meio no improviso.

 

APÓS MOMO

Em matéria de política 2017 caminha para o final dentro dos mais típicos padrões dos tititis que marcam vésperas de anos eleitorais. O quem é quem do jogo, como cada um vai se encaixar, só depois do carnaval. A cena de hoje tem Expedito Júnior como o nome mais bem avaliado, tanto para a disputa ao governo como ao senado. Enquanto isso, José Guedes pré-lançado pelo clã dos Carvalhos no ninho tucano não é nada competitivo. Menos até que Maurão, outro pré-lançado, só que pelo PMDB, que poderá ancorar num outro porto.

 

FILAS

Tem filas de pretendentes a uma vaga na chapa de Expedito Júnior que – como se sabe – vai se fortalecer com a quase certa presença de Alckmin, governador paulista e presidenciável, na presidência do PSDB.

 

INTRAGÁVEL

O vereador (de Ariquemes) Ernandes Amorim já foi praticamente tudo na política. Deputado, senador, prefeito... Ele quer disputar de verdade o cargo de Senador ou (se der) até de governador em 2018. Sua dificuldade está num fato: o cacique do PTB rondoniense, o deputado Nilton Capixaba (mais conhecido como Nilton Ambulância, por seu envolvimento no escândalo dos sanguessugas) fica sempre torcendo o nariz quando surge o nome do caudilho ariquemense. Amorim corre o risco de ser vetado mesmo se topar concorrer apenas a deputado federal, especialmente pelo fato de Nilton fazer tudo para se manter no cargo da Câmara.

 

CHUVARADA

A verdadeira chuvarada ainda não começou na região de Porto Velho, a capital rondoniense. As chuvas de agora ainda são fracas e passageiras, nada parecido com o nosso “inverno amazônico”. E mesmo assim essas chuvas expõem as condições precárias de nossas ruas em termos de galerias pluviais. Até em locais onde as gestões (??) anteriores gastaram fortunas com galerias, tubos e o escambou, continua sofrendo alagações. As intervenções do atual gestor estão longe de resolver os problemas. E o pior de tudo, é que nenhum órgão da fiscalização externa puniu alguém que no passado recente torrou tanto dinheiro público, em vias como a Vieira Cahulla mesmo com o manancial de denúncias sobre desvios, direcionamento e superfaturamento das obras.

 

IMPERDÍVEL

O grupo musical “Quintal do Pagodinho”, do Rio de Janeiro, fará show em Porto velho, no dia 2 de dezembro, às 21 horas, no Mercado Cultural, em comemoração ao Dia do Samba. O evento é em homenagem ao sambista Babá. O evento é promovido pela Prefeitura de Porto Velho, através da Fundação Cultural (Funcultural). Certamente a homenagem é mais do que justa.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: