Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   17/agosto/2017     
artigos

Safanagem: políticos se lixam para os milhões de desempregados

29/06/2017 09:42:12
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

FILOSOFANDO

Se entregarmos a administração do deserto do Saara para o Brasil, em menos de 4 anos vai faltar areia por lá.ÉRICK ANDRADE, leitor da coluna na cidade de Campo Grande (MS).

 

CRISE

Já está valendo. A Polícia Federal parou de emitir passaporte, inclusive aqui em Rondônia. A corporação explicou que há insuficiência no orçamento destinado às atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem. O agendamento online do serviço e o atendimento nos postos da PF seguem normalmente, só que não há prazo para entrega do passaporte solicitado enquanto o governo federal não normalizar a situação orçamentária.

 

LEMBRETE

O prazo para os trabalhadores sacarem o PIS/Pasep termina amanhã. O valor do abono varia de R$ 78 a R$ 937, dependendo do tempo que a pessoa trabalhou. Têm direito ao benefício os trabalhadores inscritos no programa há pelo menos cinco anos e que tenham exercido atividade remunerada formalmente por pelo menos por 30 dias em 2015.

 

17ª BRIGADA

Uma ação meritória realizada pela 17ª Brigada do Exército tem contribuído para melhorar o grau de cidadania de estudantes da rede pública de Porto Velho. Na manhã de ontem os estudantes da Escola Eloisa Bentes, no bairro Flodoaldo Pontes Pinto puderam tomar contato com a boa música executada pela Banda da 17ª Brigada, aprendendo como a música pode contribuir para tonar as pessoas mais conscientes. A apresentação da Banda durou cerca de duas horas.

 

CADA UMA

Chegamos ao ápice da insensatez política nesse sofrido Brasil. Nem sei o que pensar quando ouço os ministros desse governo (que já virou suco) afirmar coisas do tipo “Estamos em plena recuperação” ou então “superamos a recessão”, como insiste principalmente Henrique Meirelles. É como se não existisse o desespero dos mais de 14 milhões de desempregados. A situação é mais do que dramática.

 

EM PORTO VELHO

Aqui mesmo no Bairro Flodoaldo Pontes Pinto (o antigo Calama) repetiu-se outra vez o espetáculo da fila colossal de pessoas disputando pouquíssimas vagas para serviço braçal. E ainda tem político no cenário rondoniense afirmando que por aqui tudo vai bem, com desenvolvimento garantido. Arrumar emprego nos dias de hoje em Rondônia é como ganhar na loteria. Só os políticos arrogantes, insensíveis ao drama da população não enxergam a realidade.

 

FORÇANDO A BARRA

A propaganda do governo tentando forçar a barra para dizer que o estado está em pleno desenvolvimento é uma farsa, uma farsa paga com o suado dinheiro dos contribuintes. O cenário de empresas fechadas ou falindo, de desemprego cruel desmente sem esforço esse truque de madame.

 

ARDENDO

A confirmação das sentenças condenatórias de políticos e (como Carlão de Oliveira, ex-presidente da ALE) pessoas a eles ligadas, pegos na “Operação Dominó” pela 1ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça de Rondônia, serviu para eriçar os cabelos de outros políticos (até no exercício do mandato) mantidos numa espécie de sobrevida, diante da paralisação de processo nascido na operação “Dominó”. A chance de movimentação no processo que, segundo consta, dormitava é grande. E pode tornar crítica a situação de quem se imaginava o babalaô do pedaço, pronto para reivindicar uma pole-position na corrida programada para o próximo ano. Pura questão de tempo...

 

COGITADOS

O último empresário que participou – de forma surpreendente – da política local foi Mário Português, dono da Distribuidora Coimbra. Ele teve uma votação considerável e nem assim repetiu a experiência de disputar novamente. Agora, de acordo com fonte bem posicionada no setor econômico há pelo menos dois empresários cogitados para a disputa de 2018, para compor a chapa de governador de Rondônia e também e também de senador. Um desses empresários é empreendedor do ramo de drogarias e outro atua fortemente no setor de refrigerantes.

 

DERRETENDO

Ontem já deu para perceber mudanças no pensamento empresarial de Rondônia. Agora, a julgar pelos comentários de representantes desse segmento, o pior dos mundos para os homens de negócios seria Temer permanecer no Planalto.  Nomes de peso no Estado, que antes queriam a permanência do presidente até o fim do mandato, passaram a defender seu afastamento do cargo.

 

NUNCA ANTES

Afinal, nunca se viu presidente flagrado e acusado pelas autoridades legais de receber propina. A história é inédita até para os brasileiros, mais habituados às mazelas da corrupção e com dois presidentes impichados.

 

SENSIBILIDADE

O sepultamento de Luiz Malheiros Tourinho ocorreu ontem, às 9 horas, e foi acompanhado por centenas de pessoas sensibilizadas com seu passamento. Um dos homens mais prestigiados de Rondônia, Luiz Malheiros Tourinho foi – como diretor superintende – um dos pilares do jornal Alto Madeira.

Pelo seu papel fundamental no desenvolvimento desse estado, bem que as autoridades (governador e prefeito) deveriam ter decretado luto oficial pelo seu falecimento.

 

OPERAÇÃO

A Polícia Federal, segundo uma fonte bem informada, está prestes a lançar novas operações para desarticular organizações criminosas que atuam em Rondônia no comércio ilegal de madeira, no contrabando (principalmente de cigarros) e também na fraude política. A fonte não soube explicar quando tais operações serão desencadeadas. A referente a políticos deve acontecer depois do recesso.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: