Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   17/outubro/2021     
política

Confúcio acaba com farra de viagens dos ex-governadores com seguranças

4/5/2011 01:21:24
Por Assessoria
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 


 
O governador Confúcio Moura (PMDB) decidiu dar um freio na farra de viagens de ex-governadores e familiares para fora de Rondônia, acompanhados com seguranças pagos com recursos públicos. Decreto publicado na edição do último dia 29, limita o número de seguranças para ex-governadores, que passa a ser de apenas três policiais, e restringe a atuação aos limites territoriais do Estado.

O decreto (15862) acaba também com a segurança aos familiares, exceto quando estiverem acompanhados dos ex-governadores. Em nenhuma hipótese, determina o decreto, será permitida a concessão de passagens e diárias aos ex-governadores e familiares.

Com passagens e diárias pagas com recursos públicos, policiais militares lotados na Casa Militar, foram este ano para praias em cidades como Balneário Camboriú (SC) e no Nordeste, acompanhando os ex-governadores Ivo Cassol, hoje senador, e João Cahulla.

Hoje, são cerca de 30 policiais militares à disposição de Cassol, Cahulla e seus familiares. Além de carros, armas e equipamentos. Durante a campanha eleitoral, o então candidato Confúcio Moura bateu duro nessa mordomia, prometendo acabar com o aparato de segurança à disposição de ex-chefes do Executivo. Ainda não acabou, mas dá um firme golpe, acabando com a permissão de policiais militares fazerem a segurança fora de Rondônia e reduzindo drasticamente o número destes servidores.

Na Assembléia Legislativa tramita nas comissões técnicas um projeto de lei, de iniciativa do deputado Hermínio Coelho (PT), acabando de vez com essa mordomia. O parlamentar quer o fim da segurança a ex-governadores e familiares.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: