Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   22/setembro/2019     
cidades

Governo negocia propostas com servidores da educação

26/4/2011 00:36:25
Por Assessoria - DECOM
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



No documento - que foi assinado pelos representantes do Governo e Sintero – além do aumento de 6% constam propostas de gratificações para todos os profissionais em educação. 



Clique para ampliar
Durante encontro na tarde desta segunda-feira (25), no Palácio Presidente Vargas, foi acordado entre o Governo do Estado e o Sindicato dos Servidores em Educação (Sintero) um aumento linear de 6% aos servidores do Poder Executivo, retroativo a 1º de abril de 2011.


No documento - que foi assinado pelos representantes do Governo e Sintero – além do aumento de 6% constam propostas de gratificações para todos os profissionais em educação estadual. Dentre os quais os servidores que atuam nas bibliotecas, os professores de 1º e 2º grau do ensino fundamental e ainda o pessoal de apoio.

“Esses profissionais foram esquecidos pelas administrações passadas, mas hoje recebem o reconhecimento do governador Confúcio Moura”, disse o assessor Especial, Mário Jorge.

Até julho de 2011 haverá definição quanto à forma do enquadramento para os servidores da Educação e as gratificações ora criadas serão objeto de discussão sobre a incorporação quando da revisão da Lei 420/08.

Segundo o secretário de Educação Jorge Elarrat, os ajustes viabilizados serão oriundos do orçamento próprio da Secretária de Educação (Seduc).

De acordo com os representantes do sindicato Claudir Mata, Nereu Klosinski e Manoelzinho do Sintero as propostas ainda serão analisadas em audiência com a categoria.

Participaram da reunião os Secretários de Educação, Jorge Elarrat, da Sead, Vera Lúcia Paixão, do Planejamento George Alexandro, o assessor Especial Mário Jorge e o Adjunto da Sefin, Wagner de Souza.



Comentários (1)
reajuste salarial

o que mais me irrita com o sindicato e aceitar gratificaçao sabendo que o governo pode tirar quando quiser.se vai negociar faça da forma correta.

rosemeire - porto velho/ RO.
Enviado em: 27/4/2011 09:21:54  [IP: 189.73.246.***]
Responda a este comentário

Mais Notícias
Publicidade: