Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   23/fevereiro/2020     
cidades

Conselho de Trânsito Municipal faz ginástica para poder aumentar preço da tarifa de ônibus

16/2/2011 16:50:17
Por Aldrin Willy
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Em nota divulgada à imprensa, a prefeitura informa que o Comtrans  



Clique para ampliar
A capital do estado de Rondônia cresceu, sem nenhuma dúvida, sensivelmente nos últimos 20 anos. Entretanto, como todo crescimento urbano, quando não planejado, acaba acarretando os inúmeros problemas que a falta de estrutura traz.

O trânsito de Porto Velho é uma das facetas mais visíveis do que a falta de um planejamento sério e de administrações comprometidas com a cidade pode fazer a uma cidade.

O transporte coletivo, que já é horrível, piora sensivelmente com o caótico trânsito da cidade. Agora, tome-se todo esse quadro dantesco e acresça mais um ingrediente sórdido: o aumento da tarifa.

Com os R$ 2,60 que a prefeitura de Roberto Sobrinho estipulou para o preço da passagem de ônibus na capital, com o beneplácito de um conselho formado por gente que nem anda de ônibus, Porto Velho adquiriu o péssimo terceiro lugar no ranking das capitais com as tarifas mais caras do país. Andar de ônibus aqui só não é mais caro que em São Paulo (R$ 3,00) e Porto Alegre (R$ 2,70).

Para justificar o abrupto aumento da passagem, o nefasto Comtrans afirmou, num arroubo mirabolante, que o incremento no preço segue uma tendência nacional e, ainda, que o valor cobrado em Porto Velho está dentro da média nacional.

São duas inverdades. Primeiro que entre todas as capitais, apenas 11 efetivamente concederam algum aumento à tarifa. E segundo que o valor médio das tarifas de ônibus das capitais brasileiras, excluindo Porto Velho, gira em torno hoje de R$ 2,20.

Embora os usuários do transporte coletivo, graças ao empenho do deputado José Hermínio, tenham obtido uma vitória na Justiça recentemente, que mandou voltar o preço antigo da passagem, a boa notícia pode durar pouco.

O tal Comtrans divulgou nota, por intermédio de seu senhor, o prefeito Sobrinho, dizendo que acatou a decisão da Justiça. Mas apenas para corrigir os erros formais na elaboração do ato que massacra os trabalhadores da capital. Assim, com a elaboração de um novo documento, afirma a nota, “já na sexta feira, dia 25, o valor da tarifa voltará a ser de R$ 2.60”.

Malgradas todas as esperanças, cabe a pergunta: quem irá devolver aos usuários o valor pago além do devido nas passagens até agora?



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: