Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   15/novembro/2019     
cidades

EDUCAÇÃO: Avaliação do MEC mostra Rondônia com segundo melhor ensino médio do país

6/7/2010 20:08:33
Por Assessoria / SEDUC
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 


 
Dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) na última segunda-feira (5) mostram que Rondônia teve a segunda melhor nota do país no ensino médio entre as redes de ensino estaduais das 27 unidades da Federação. O Ideb leva em conta dois fatores que interferem na qualidade da educação: rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e médias de desempenho nas avaliações para estados e municípios.


Na avaliação do Ideb, Rondônia obteve 3,7, a mesma nota de Santa Catarina e atrás apenas do estado do Paraná com 3,9. São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul tiveram nota 3,6. A meta de Rondônia para o ensino médio da rede estadual em 2009, de acordo com os dados do Ideb, era de 3,1. A nota obtida superou até as perspectiva do Ideb que tinha como meta 3,3 para o ensino estadual em 2011.

“É interessante observamos nos dados do Ideb que, enquanto as escolas estaduais do restante do país retrocederam nas notas, Rondônia cresceu seis décimos. A ainda não é a melhor nota, mas caminhamos para uma evolução acima dos outros estados”, destaca o secretário adjunto da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Pascoal de Aguiar.

Dados mostram avanços na Educação em Rondônia

Em 2005 a rede estadual rondoniense foi avaliada com nota 3,0. Já em 2007 teve ligeiro aumento e chegou a 3,1 e no ano passado a nota aumentou seis décimos, comparada à última avaliada, ficando com 3,7. Nos cálculos totais do ensino médio, contando com escolas públicas e privadas urbanas, Rondônia fica em nono lugar no Brasil. A melhor colocação entre os estados da região Norte e Nordeste.

De acordo ainda com os números do Ideb, o Estado alcançou a meta da rede estadual para o ensino fundamental com 3,4 e superou no ensino básico com 4,4 na avaliação final de 2009, que tinha projeção de 4,0. Segundo a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) o estado tem mais de 469 mil alunos em todos os ensinos, do básico ao médio, nas escolas públicas e privadas. São 411 escolas estaduais nos 52 municípios e em 2009 haviam matriculados 263.132 alunos na rede de ensino estadual, deste mais de 61 mil estavam no ensino médio.

Para o secretário adjunto da Seduc, Pascoal de Aguiar, o resultado do Ideb mostra o trabalho sério desenvolvido no Estado. “Três motivos elevaram a qualidade de ensino em Rondônia: o direcionamento orçamentário para infraestrutura das escolas e material pedagógico; a formação permanente dos professores; e o apoio das famílias dos alunos para melhorar a educação”, destacou. “O trabalho desenvolvido no Estado é muito sério, ainda mais que estamos em uma região em que alguns pontos são de difíceis acessos devido a florestas e rios, alguns professores demoram dias para chegar às localidades de ensino. O resultado do Ideb é motivo de orgulho para Estado”, completou.

O que é o Ideb?

O Ideb é a "nota" do ensino básico no país. Numa escala que vai de 0 a 10, o MEC (Ministério da Educação) fixou a média 6, como objetivo para o país a ser alcançado até 2021. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar (ou seja, com informações enviadas pelas escolas e redes), e médias de desempenho nas avaliações do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o Saeb - para os Estados e o Distrito Federal, e a Prova Brasil - para os municípios.

Criado em 2005, o Ideb serve tanto como diagnóstico da qualidade do ensino brasileiro, como baliza para as políticas de distribuição de recursos (financeiros, tecnológicos e pedagógicos) do MEC. Se uma rede municipal, por exemplo, obtiver uma nota muito ruim, ela terá prioridade de recursos.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: