Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   19/julho/2019     
artigos

Editorial: Sozinho, ex-senador Expedito não reunirá as forças necessárias para a disputa

28/11/2009 07:28
Jornal Imprensa Popular
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Cassol não abre mão de ter Cahulla como sucessor e pode, por isso, deixar Expedito de lado. 


 
Na base do governo a insistência com que o ex-senador Expedito Júnior vem reafirmando sua decisão de concorrer à sucessão de seu (ainda) companheiro Ivo Cassol tem levado muitos observadores políticos à crença de que entre o ex-senador e atual governador exista um pré-acordo de tolerância a esse projeto, em detrimento do projeto de Ivo Cassol em favor da candidatura de João Cahulla como aquele que é o ungido do time político do governador como o candidato oficial para 2010.

A realidade e a maneira como Ivo Cassol trata a política permite afirmar que se Expedito continuar nesse batente, terá de se virar sozinho e poderá ser tratado, em futuro próximo como alguém que cuspiu no prato que comeu. O ex-senador não será – em nenhum momento – o candidato de Ivo Cassol ao governo do estado.

Cassol apóia verdadeiramente a postulação de seu vice, João Cahulla, pessoa de sua mais intima confiança e que, na visão do governador, é o único que dá garantia – se vier a ser o governador – de conduzir e concluir todas as obras projetadas por Ivo.

No projeto político de Ivo, o ex-senador Expedito Júnior deveria ocupar a posição novamente de candidato ao senado, como o segundo voto, numa engenharia onde o grupo de Cassol poderia ganhar as duas cadeiras senatoriais em disputa e ainda (é certamente o que pensa Ivo Cassol) ganhar o governo do Estado. Vítima de um verdadeiro complô que tomou-lhe o mandato dado pelo povo rondoniense (numa votação histórica), Expedito Júnior é certamente um nome com respaldo para disputar qualquer cargo político em Rondônia. Mas é preciso destacar que só vencerá a disputa pelo governo quem tiver a seu favor uma estrutura política e de campanha com alcance estadual.

Nas eleições passadas – quando obteve uma vitória incontestável para o Senado – Expedito contou com apoio integral do governador Ivo Cassol. Nas disputas anteriores teve o apoio de Jerônimo Santana e também de Osvaldo Piana. Portanto, ele mais do que ninguém sabe como é importante ficar do lado que a vaca deita.

Alguns interlocutores interioranos têm dito a Imprensa Popular que Expedito Júnior tem percorrido o interior de Rondônia afirmando sempre ser o verdadeiro candidato do governador Ivo Cassol que – como argumentaria – mantém o nome de João Cahulla como suposto candidato, para evitar desgaste à ele.

Bem, essa não parece ser a realidade. Cassol não está brincando quando diz que seu candidato preferido para a sucessão é João Cahulla. Ele tem feito tudo o que é possível nesta sua segunda gestão como governo rondoniense para o fortalecimento de Cahulla e tem ficado satisfeito com o reflexo em todas as regiões do estado. Na verdade está plenamente confirmado o apoio de Cassol ao vice-governador João Cahulla como candidato à sua sucessão. Quem imaginar que Expedito terá o aval do Palácio Getúlio Vargas à sua candidatura estará dando um tiro no próprio pé.

Os articuladores políticos ligados a Cassol tentarão convencer Expedito que ele deve retornar ao Senado na chapa do governador, onde o Cahulla será o cabeça de chapa. Não é fácil torpedear as pretensões de Expedito Júnior, levando-o a recolher os flaps depois do lançamento de seu nome no momento em que entrou no PSDB, numa festa que reuniu milhares de pessoas em Porto Velho. Por outro lado, Expedito tem maturidade política suficiente para saber dos percalços e das pressões de levar avante uma candidatura sem o respaldo de seu maior líder e de sua base de apoio.

Publicado na edição nº 125, de 28/11/2009.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: