Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   17/setembro/2019     
cidades

Governo dá nova ajuda à APAE da capital de Rondônia

15/1/2010 20:04:56
Por Silvia Mendonça
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

Por meio de um convênio com o governo do Estado, a APAE, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) uma instituição filantrópica, assistencial e educacional sem fins lucrativos, recebeu no último dia 14, o repasse de 70 mil reais do executivo estadual, através da liberação de emenda orçamentária do deputado estadual Euclides Maciel.

Segundo a presidente da APAE de Porto Velho, Gilca Moraes, hoje são atendidas 94 pessoas na APAE, mas outras 200 estão esperando atendimento. “Nossa demanda é muito grande e precisamos do apoio e da ajuda da sociedade para que possamos atender mais pessoas. Ações de solidariedade devem ser multiplicadas para que possamos dar atendimento digno a quem precisa”, destacou a presidente, acrescentando que a APAE recebeu uma doação de R$ 5.200,00, de Ivo Cassol, governador do estado, em dezembro de 2009. “Essa doação foi muito importante para a instituição, pois utilizamos para pagar os impostos, que, quando quitados, nos permitem receber emendas dos deputados e demais doações”, explicou Gilca.

Cassol repassou para a APAE de Porto Velho parte de ações pessoais contra sindicatos do Estado que venceu na Justiça, assim como da diferença do reajuste salarial que foi feito (de R$ 12.700,00 para R$ 15 mil). “Todo o dinheiro de ações que eu, cidadão Ivo Cassol, vencer na justiça contra sindicatos não vai ficar comigo, não quero nada pra mim, nenhum centavo. Vou doar a instituições de caridade, entidades beneficentes que vão fazer bom uso do dinheiro. Da mesma forma, o reajuste salarial que tive que fazer para beneficiar os servidores e que também falei que não ficaria comigo, me comprometi e estou cumprindo, pois vou doar a diferença desse reajuste, como estou fazendo agora com a APAE e farei com outras instituições beneficentes, nada mais justo”, disse Cassol.

Em funcionamento desde agosto de 2003, como instituição filantrópica, assistencial e educacional sem fins lucrativos. O trabalho, segundo a presidente, é feito por uma equipe multidisciplinar, começando com o estímulo essencial, seguido da alfabetização e atividades da vida diária (AVD), atendendo ao objetivo da entidade, que é promover o desenvolvimento das habilidades e potencialidades dos alunos com necessidades especiais que não se beneficiam das escolas regulares de ensino. “Nossa proposta também é formar cidadãos conscientes e participativos na sociedade com a devida autonomia e melhores condições de vida”, completou.

A APAE da Capital funciona na rua Padre Chiquinho, 1297, bairro Pedrinhas e atende pelo telefone (69) 3229-0415.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: