Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   10/dezembro/2019     
política

Nova sede: Projeto que anula ordem de serviço segue para CCJ

11/12/2009 10:35:25
Por Valbran Jr.
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Grupo dos 14 se mantém unido e promete aprovar projeto no início da semana.  



Clique para ampliar

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Neodi Oliveira (PSDC), informou ao deputado Silvernani Santos (DEM), durante sessão da última quarta-feira (9), que encaminhou à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) o projeto de resolução assinado por 14 deputados, que trata de anulação da ordem de serviço, assinada há cerca de 20 dias, para a construção da nova sede da Assembléia Legislativa.

O ‘grupo dos 14’, como vem sendo chamado o bloco parlamentar que se posicionou contrário à construção de um novo prédio para sediar o Legislativo, ameaçou entrar em obstrução e não participar de nenhuma votação, enquanto o projeto de resolução não fosse colocado em pauta.

No último prazo, Neodi que se debate praticamente sozinho pela execução da obra, enviou o projeto à CCJ. O documento deve ser votado na reunião de segunda-feira e pode ir para votação em plenário na própria segunda ou na terça-feira.

Os deputados que assinaram o projeto de resolução não concordam com o gasto para construir uma nova sede, por considerar que o prédio atual, que recentemente passou por duas amplas reformas, atende plenamente às necessidades parlamentares.

O projeto da nova Assembléia prevê gastos de R$ 43 milhões, com um aditivo de 25%, que elevará o custo inicial para quase R$ 54 milhões. Para os deputados contrários à obra, há muitas outras prioridades nas áreas da saúde, segurança pública e infraestrutura, onde estes recursos poderiam ser investidos.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: