Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   23/fevereiro/2020     
cidades

Jocássia é conduzida pela PM a delegacia acusada de vender droga

9/12/2009 19:03:19
Por Lenilson Guedes
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 


 

Policiais Militares lotados na 1ª Companhia Independente de Policiamento Ostensivo em Jaru prenderam na manhã de terça-feira,8 por volta das 11h40, na Rua Maria Selma Pinto, nº 3444, Setor 08, em Jaru, Jocássia dos Santos Nere, (27) anos, acusada pelo crime de comércio de substância entorpecente. 

Conforme consta no Boletim de Ocorrência, a guarnição da Polícia Militar comandada pelo PM Dourado, auxiliado pelos policiais militares Andrade e Alexandre, estavam em patrulhamento de rotina quando avistaram uma pessoa em atitude suspeita saindo da “Boca de Fumo”. Diante do fato os policiais militares realizaram uma abordagem no mesmo, encontrando dentro de sua boca uma porção de substância entorpecente. 

Ao indagar-lhe sobre a procedência da substância ele informou que comprou de Jocássia na “Boca do Pezão”. Diante da informação os policiais militares foram até o local e durante uma revista minuciosa foram encontradas 24 porções pequenas, duas grandes de substância entorpecentes aparentando ser crack e duas porções grandes aparentando ser cocaína, quatro caixas de bicarbonato de sódio, um rolo de papel alumínio e R$ 54,00 em dinheiro. 

Foram apreendidos também vários objetos que não foram apresentados notas fiscais, dentre eles: um micro system, uma televisão, um DVD, cinco celulares, oito carregadores de celulares e dois relógios.
Diante dos fatos a infratora recebeu voz de prisão e após ser submetida a exame de corpo de delito no hospital municipal, foi encaminha à Delegacia de Polícia Civil, onde foi flagranteada pelo crime de comércio de substância entorpecente.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: