Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   10/dezembro/2019     
cidades

Vereadora se emociona ao anunciar a construção de condomínio para servidores municipais

4/12/2009 17:48:25
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Elis Regina preside o Sindeprof, em Porto Velho. Num convênio do Sindicato com o governo federal, servidores da capital rondoniense terão condomínio residencial próprio. 



Clique para ampliar

A sindicalista Elis Regina, que também é vereadora do PCdoB na capital rondoniense, conseguiu a doação de um terreno de 20 mil metros quadrados da prefeitura, graças ao apoio de seus colegas de Câmara Municipal, no bairro Ronaldo Aragão, periferia de Porto Velho.

Como sindicalista, a vereador vinha lutando há tempos para fechar um acordo com o governo federal, garantindo a construção de residências para os servidores públicos municipais, num condomínio fechado.

Conforme Elis Regina, o Sindeprof firmou parceria com o Governo Federal para a construção das unidades habitacionais em condomínio fechado. Cada uma com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviços. As prestações custarão R$ 60,00 ao mês (fixas) a serem pagas em 25 anos. “Se o sindicato conseguir dinheiro para construir mais casas a Prefeitura doa outro terreno”, completou Roberto Sobrinho, procurando tirar dividendos políticos da luta do Sindeprof. Ele chegou a dizer, sem ao menos corar, que sua administração tem uma política de valorização dos funcionários municipais. “Só não faço mais porque não posso”, finalizou.

E aí, o prefeito que motivou uma reportagem de Imprensa Popular pelo abondona de uma obra de construção de casas para famílias carentes, passou a fazer aquilo que mais gosta: prometer.

Ele prometeu que vai asfaltar as ruas do conjunto habitacional e a rua Cotia, onde o conjunto será construído. “Também vamos construir uma escola com seis salas de aula nas proximidades, uma quadra esportiva próximo da escola e um centro de lazer ao lado do Colégio Marcos Freire. São benefícios que estamos trazendo para melhorar a vida dos nossos servidores e dos moradores da região”, declarou. E é até possível que alguma coisa realmente possa ser feita, desde que, como é praxe, o prefeito receba mais alguns milhões dos construtores do complexo energético do Madeira ou algum dinheiro federal. Afinal, o prefeito de Porto Velho é expert em fazer obras com dinheiro alheio e colocar nela a placa como se a obra fosse sua.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: