Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  seg,   25/maio/2020     
política

Maurinho acusa Amauri de dar sumiço a requerimento que pede suspensão das obras da ALE

26/11/2009 20:36:02
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O deputado Maurinho Silva (PSDB) acusou, na manhã de hoje, seu colega Amauri Santos (PMDB) de ter extraviado o documento, elaborado pelo próprio Maurinho, que pedia ao presidente da Assembléia a suspensão imediata da licitação da construção das novas instalações do Poder Legislativo. 



Clique para ampliar
A polêmica em torno da construção da nova sede da Assembléia Legislativa parece estar apenas começando. Na manhã de hoje, o deputado Maurinho Silva (PSDB) acusou o colega deputado Amauri Santos (PMDB) de ter dado sumiço a um requerimento – de autoria do próprio Maurinho – que pedia o embargo da obra até que o processo licitatório seja analisado por todos os deputados, inclusive pelo Ministério Público.

A bronca maior do deputado Maurinho Silva é que o requerimento já continha 17 assinaturas. “Eu repassei o requerimento a ele, para colher também sua assinatura de apoio, mas ao invés de assinar, desapareceu com o pedido”, denunciou o tucano à reportagem do Tudorondônia.

O motivo da polêmica é o valor da obra, estimada inicialmente em R$ 43 milhões. Em seu programa que vai ao ar diariamente às manhãs por uma emissora de TV local, o deputado Euclides Maciel disse hoje que cada andar do novo prédio custará mais de R$ 3,3 milhões.

Há cerca de dois meses, quando a licitação estava no estágio inicial, o próprio primeiro-vice presidente da ALE, deputado Miguel Sena (PSDB), denunciou em pronunciamento feito da Tribuna, que o processo de licitação era direcionado para uma empreiteira, empresa que de fato ganhou a concorrência dias depois.

“Está tudo muito acelerado. A licitação foi realizada em tempo recorde e já estão falando até em comprar o mobiliário. É tudo muito estranho”, disse Maurinho que, resignado, correu contra o tempo, elaborou outro requerimento, mas só conseguiu reunir 11 assinaturas. Como em caso assim o mínimo de assinaturas é um terço dos deputados, ou oito parlamentares, protocolou ontem mesmo junto à Mesa Diretora. Ele não sabe estimar, no entanto, quando será colocado em votação. O documento pede a imediata suspensão da obra e uma completa auditoria no processo licitatório.

FONTE: TudoRondonia



Comentários (2)
ja chega

todos esses deputados quando querem se elege prometem muito depoi de eleitos so que cuida de si e mansoes,carros de luxo sem conta que muitas vezes prejudicao diretamentes o povo porque esse dinheiro que eles usao pars suas mordomias saem dos cofres publicos vamos abri o olho.

elisa - PORTO VELHO/ RO.
Enviado em: 28/9/2010 10:56:56  [IP: 201.34.205.***]
Responda a este comentário
VERGONHA

É um absurdo, e deboche contra o povo a nova sede a ALE custar R$43 milhões, para que esse valor exorbitante, aposto que o povo não aprovaria essa vergonha, mas afinal é a "CASA DO POVO" ou "A CASA DOS DEPUTADOS"??? que fazem o que querem só porque querem CONFORTO, LUXO OU O QUÊ??? ESTRANHO!!!!!!!!

Yoci - Porto Velho/ RO.
Enviado em: 3/12/2009 17:23:06  [IP: 200.140.146.***]
Responda a este comentário

Mais Notícias
Publicidade: