Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   27/novembro/2020     
cidades

Termina hoje o 4º Encontro Nacional das Indústrias. Candidatos à presidência receberão as propostas

18/11/2009 01:21:26
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Mais de 1.500 empresários da indústria, líderes sindicais e presidentes das federações participam do evento que começou no dia 17, em Brasília. 


 

Durante o ENAI, os líderes empresariais consolidarão as propostas que a indústria apresentará  aos candidatos à Presidência da República nas eleições de 2010. A agenda da indústria conterá propostas nas áreas de inovação e competitividade, relações trabalhistas e sindicais, infraestrutura, meio ambiente, comércio exterior e política econômica. “Em anos anteriores algumas ações se materializaram como política pública, pois refletiam o interesse e a representação da indústria em favor do desenvolvimento do Brasil”, afirma o diretor de Operações da CNI, Rafael Lucchesi.

O ano eleitoral é  uma boa oportunidade para o setor produtivo pautar os futuros mandatários sobre a agenda do desenvolvimento. Essa é a percepção do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), Rodrigo da Rocha Loures. Ele lidera a comitiva de industriais paranaenses que participará do ENAI. Segundo ele, entre os temas que devem ser discutidos no Encontro está a questão cambial. 

“A valorização do dólar frente ao real sufoca as exportações e limita a competitividade das empresas. Além disso, há a dificuldade de acesso ao crédito e outros problemas que criam um ambiente propício à desindustrialização”, afirma Rocha Loures. Outro tema que será debatido no ENAI são os encargos sobre o trabalho. “Esperamos mais atenção em relação à reforma da legislação trabalhista”, diz o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), Jorge Côrte Real.

Com a proximidade da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 15), que ocorrerá em dezembro em Copenhague, na Dinamarca, a questão ambiental ganhará destaque no ENAI. A indústria apóia a participação do país no esforço global para reduzir a emissão de gases que provocam o efeito estufa.  “Temos que tomar muito cuidado com as propostas que exigem do Brasil compromissos de redução das emissões que comprometem o crescimento. Já seguimos regras ambientais de maneira adequada”, destaca o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (FINDES), Lucas Izoton Vieira.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: