Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   27/novembro/2020     
cidades

Pela 1ª vez o Prêmio Professor Samuel Benchimol será realizado em Rondônia

7/11/2009 05:21:53
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Com número recorde de inscrições, a escolha dos contemplados terá a coordenação da Fiero. 


 

Rondônia, que sedia o Prêmio Professor Samuel Benchimol pela primeira vez neste ano – sob a coordenação da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) - já registra a marca recorde ao totalizar 262 trabalhos inscritos. Desde a sua primeira edição, realizada há cinco anos em Manaus, o Prêmio Professor Samuel Benchimol tem sido realizado em estados diferentes da região Norte.

O julgamento dos projetos será dia 12 de novembro e a entrega dos prêmios dia 4 de dezembro, com solenidade em Porto Velho, na Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia, quando serão agraciados projetos nas categorias: Ambiental, Econômica – Tecnológica Social e Personalidades.

O coordenador estadual do Prêmio Professor Samuel Benchimol, Elmir Marques ressaltou que este ano o número de inscrições superou as expectativas. “Nossa meta é que a cada ano possamos contar com um número maior de projetos inscritos. Para a edição 2009 serão julgados 262 trabalhos. É um número recorde e isso na primeira vez em que a FIERO promove o evento e Rondônia o sedia”. Marques lembra que os trabalhos selecionados concorrerão ao maior prêmio em valor peculiar da América Latina.

Marques ressalta que o Prêmio Samuel Benchimol não é um prêmio de natureza acadêmica, pois não exige nenhum tipo de titulação em nenhuma das categorias. "O objetivo é agraciar pessoas que se destacaram no desenvolvimento sustentável da Amazônia Legal nas modalidades: ambiental, social e econômico-tecnológica. Os autores de projetos concorrerão a prêmios de até R$ 65.000,00.

Já o Prêmio Banco da Amazônia contemplará as categorias Jovem – autor com idade até 35 anos; Melhor na categoria intermediária – autor com idade acima de 35 a 60 anos; e Melhor na categoria sênior – autor com idade acima dos 60 anos.

“Os dois prêmios promovem a reflexão sobre as perspectivas econômicas, tecnológicas, ambientais, sociais e empreendedorismo para o desenvolvimento sustentável da Região Amazônica” destaca o presidente da FIERO, Denis Baú destaca sobre a importância dos prêmios para a região Amazônica. “Este a Federação das Indústrias está à frente da realização do evento e estamos extremamente felizes em sermos detentores do número recorde de trabalhos inscritos. Isso mostra a importância dos dois maiores prêmios de apoio à inovação tecnológica da Região Amazônica”.

Baú ressalta ainda que ao unir esforços, Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior, Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e Banco da Amazônia ampliam o impacto das premiações e aperfeiçoam os custos dos certames, reforçando em única ação o estímulo do Governo Federal a soluções em prol do desenvolvimento sustentável da Amazônia.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: