Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   21/novembro/2019     
cidades

Polícia Civil apresenta relatório positivo contra tráfico de drogas na região de Buritis

3/10/2009 20:09:58
Por Lenilson Guedes
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

Ao apresentar relatório sobre as atividades de combate ao tráfico de drogas e outros delitos na cidade de Buritis e região, os delegados Núbio Lopes de Oliveira e Júlio Jose da Paixão Neto, classificaram como positivas as ações da Polícia na localidade. Até agora foram lavrados 21 APFDs – Auto de Prisão em Flagrante.

O delegado Núbio de Oliveira explicou que a Operação Medelin desencadeada desde sua chegada a cidade em meados de janeiro desde ano, não tem prazo de encerramento, apenas metas. Com o planejamento elaborado pela equipe e possíveis rotas de tráfico pela cidade, estima-se que este ano possam ser registrados 33 APFDs pela prática de crime descrito na Lei de Drogas no artigo que leva o mesmo número-alvo da operação, - Medelin - no prazo de um ano.

A última prisão em flagrante, de acordo com o delegado, ocorreu em 29/09/2009, quando dois indiciados, Dirceu Santos de Sousa e Odair da Silva – foto - em associação para o tráfico e no intuito de fazer entrega de drogas em "bocas-de-fumo" em Buritis - RO, foram presos com 858g de cocaína oxidada.



Os acusados Dirceu e Odair

 

“Se por um lado, os traficantes sempre são criativos, por outro, os agentes de polícia civil em Buritis desenvolvem suas habilidades e competências, de forma singular”, observou o delegado.

 

NÚMEROS

 

Estes são os números de APFD – Auto de Prisão em Flagrante Delito:

No mês 2/2009: cinco, 3/2009: um, 4/2009: um, 6/2009: três, 7/2009: três; 8/2009: três, 9/2009: cinco APFDs. Núbio de Oliveira falou também que em algumas operações teve a participação do Serviço de Inteligência da Polícia Militar que contabilizaram três APFD e um com o Denarc (Departamento de Narcóticos da Polícia Civil) em Porto Velho. Os demais foram deflagrados pela Polícia Civil em Buritis com a participação da PM em duas diligências.

Por outro lado, a conseqüência natural dos trabalhos foi a redução de crimes contra o patrimônio e a aquisição de credibilidade junto às Instituições Públicas e sociedade. Além de tais crimes, várias foram as prisões em flagrante em decorrência do trabalho da Polícia Civil na cidade, que redundaram numa melhor segurança para a sociedade.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: