Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  seg,   16/setembro/2019     
cidades

Em Porto Velho, a Anatel fecha o olhos para a droga da transmissão da TV

13/9/2009 20:21:27
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



A retransmissora da Rede Bandeirantes de Porto Velho, coloca na TV de boa parte dos telespectadores da capital rondoniense uma péssima imagem, cheia de chuvisco, de áudio ruim e não sofre fiscalização alguma da Anatel. 



Clique para ampliar

O papel da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) é o de fiscalizar o setor de telelecomunicações, aí incluídos o rádio e a televisão. Mas em Porto Velho, capital rondoniense, parece que a representação da Anatel existe apenas para pagar polpudos salários aos seus funcionários e fechar os olhos para o serviço ruim prestado por algumas operadoras de TV, que além de gerar programação local retransmite a grade nacional das grandes redes.

Pelo menos em relação à TV Meridional, que retransmite a programação da Band, a Anatel parece não ter o menor interesse em fiscalizar a qualidade do sinal que chega a boa parte dos telespectadores. O sinal da Band é ruim em praticamente toda a capital rondoniense, mas na zona oeste (Quatro de Janeiro, Flodoado Pontes Pinto e praticamente todos os outros bairros da região) o sinal é péssimo, a imagem cheia de chuvisco e há clara interferência de outros canais no canal da TV Meridional.

Engraçado é que nem a Band toma providências para exigir de sua retransmissora qualidade na prestação do serviço e por isso perde audiência até mesmo nos seus melhores programas, como o Jornal da Band e o CQC.

Se a Anatel não faz nada para exigir de emissoras conhecidas qualidade no serviço, imagina o que esperar quando se trata de combater emissoras piratas.

Aliás, Porto Velho é certamente a única capital que possui uma “rádio” poste com caixas de som espalhados pelas avenidas mais importantes, ajudando a poluição sonora e explorando o mercado publicitário dessa forma bizarra.

Ora, se a lei fosse respeitada, certamente esse tipo de locução de quermesse não poderia sequer utilizar o nome de rádio, pois a atividade simplesmente não se encaixa na lei que regulamenta o setor radiofônico.

No caso da retransmissora da Band, imagina-se que a Anatel irá descruzar os seus braços, verificando os problemas que fazem da transmissão do canal um autêntico pandemônio, exigindo qualidade técnica da TV Meridional para que sua imagem e seu áudio chegar aos receptores de toda a capital rondoniense com qualidade comparável aos demais canais.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias

23/11/2012 20:12:09 - SINDCONTAS ganha novo portal

Publicidade: