Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   17/setembro/2019     
reportagem

Alunos e professores paralisam o curso de medicina da UNIR

15/8/2009 16:43:41
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Fraude na aprovação de cinco candidatos não-aprovados no vestibular de 2009 gera crise. 


 
Alunos e professores da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) paralisaram as atividades do curso de Medicina até que seja acatado o mandado de recomendação do MPF (Ministério Público Federal) que anula os atos administrativos que permitiram a entrada de mais cinco pessoas no curso.

O corpo docente do curso de medicina da UNIR divulgou Carta Aberta à sociedade. Na Carta, os professores demonstram toda a indignação e revolta pelo ato que eles descrevem como ato abusivo praticado contra toda a sociedade rondoniense por parte do reitor que contrariando as regras do edital do vestibular refez nova banca avaliadora para candidatos que comprovadamente não tinham passado no exame.

Os estudantes de medicina também divulgaram nota na imprensa onde exigem o cumprimento, por parte do reitor Januário Amaral, da anulação dos atos administrativos que foram feitos após os cinco vestibulandos entrarem com mandado de segurança para assegurar o direito de estudarem na UNIR.

A Nota de Repúdio dos universitários critica a falta de transparência do processo de reclassificação dos cinco candidatos. Segundo divulgado na Nota, a universidade pública tem que ser a última trincheira da moralidade pública, da transparência e da ética.

No momento, o curso de medicina da UNIR encontra-se paralisado como forma de reivindicar melhorias e demonstrar a indignação de alunos e professores. A paralisação também é uma forma de demonstrar respeito à Sociedade segundo o manifesto.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: