Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sáb,   18/setembro/2021     
política

Duque considera bobagens acusações contra Sarney

17/7/2009 05:15:59
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 


 

Paulo Duque chegou ao Senado sem um voto. Ele era segundo suplente do governador carioca Sérgio Cabral. Foi este o homem escolhido como presidente do Conselho de Ética do Senado para blindar Sarney, já deixou claro sua posição de firme aliado dos governistas, seguindo a orientação de Renan Calheiros.  Além de ironizar a imprensa disse que não teme ser cobrado para que atue com isenção porque a opinião pública é volúvel. Para ele, nomeação política existe desde que o Brasil é Brasil, e até Pero Vaz Caminha pediu emprego para o primo quando escreveu a carta sobre o descobrimento", disse.

O escolhido por Renan Calheiros - exatamente por ser um senador sem votos e, por isso pouco preocupado com a opinião dos eleitores - já demonstrou sua posição de apoio a Sarney, considerando meras bobagens as acusações contra o presidente do Senado. "Para cassar um mandato é preciso que haja algo de extrema gravidade. Não é brincadeira você disputar e ganhar uma eleição. Você sacrifica a família. Não pode ser uma coisa pequena dessas, tem que cassar o mandato por algo grandioso, por uma coisa seríssima", disse




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: