Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   19/setembro/2019     
política

Mais de 11 mil veículos irregulares circulam em Ji-Paraná

1/7/2009 18:17:01
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 


 

Segundo dados do DETRAN, mais de 11 mil veículos apresentam irregularidades com os documentos em Ji-Paraná 

Estimativas do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) indicam que 11.354 mil condutores de Ji-Paraná podem ter o carro apreendido se forem parados em blitzes ou quando se envolverem em acidentes. Todos têm pendências com impostos, como o licenciamento, Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), seguro obrigatório ou multas. De acordo com o chefe da 3ª CIRETRAN, Antônio Pires, dos 52 mil veículos cadastrados no Município, 23% tem pendências.

Em todo o Estado, este índice é um pouco maior. 24.68% (111.685) da frota, que é de 452.484 estão com impostos atrasados. Ji-Paraná está no 23º lugar no ranking do Estado. O município com maior número de inadimplência é Cujubim, com 40,40% da frota irregular.

O crescimento constante da frota de veículos no Estado, somente em Ji-Paraná, são cerca de 450 novos veículos em circulação por mês, é algo que favorece a inadimplência, em conseqüência da facilidade de compra de veículos. No mês de março deste ano, foram vendidos 316 motos e 211 carros.

Com a queda da arrecadação, o prejuízo é do Município e do Estado. A arrecadação do IPVA é dividida entre Estado e Município e cada um fica responsável pela conservação das vias e estradas. Pires informou que, no último mês de abril, o DETRAN repassou ao município, aproximadamente R$ 600 mil.

O chefe da CIRETRAN explicou que os impostos atrasados podem ser parcelados em até dez vezes, desde que o valor das parcelas não seja menor que R$ 50. Os valores atrasados são acrescidos de multas e juros. “As taxas do DETRAN podem ser parceladas com exceção do Seguro Obrigatório, que é uma taxa federal”, esclareceu o diretor.

Ele ainda comentou que a nova lei 2090/09, sancionada pelo Governador Ivo Cassol, no último dia 17, que acaba com a cobrança da taxa diária de permanência de veículos em pátios do DETRAN é uma oportunidade para que os proprietários que tem veículos apreendidos retirem dos pátios das CIRETRANS. “Para obtenção do benefício, o proprietário deverá fazer o pedido de isenção até o próximo dia 17 de agosto”, finalizou o chefe da CIRETRAN. 




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: