Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   19/setembro/2019     
reportagem

Cerca de 40% dos jovens brasileiros sofrem com a cárie

10/6/2009 22:46:20
Por Priscila Rodrigues
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Em 2008, segundo estimativas do próprio Ministério, 58% da população brasileira não teve acesso a escovas de dentes conforme recomendação de especialista. 


 

Transmissível e infecciosa, a cárie, doença que existe há pelo menos 500 mil anos, ainda se faz presente na realidade da saúde bucal dos jovens brasileiros. Hoje, segundo estudo da UFSC (Universidade Federal de Santa Catariana) publicado na "Revista de Saúde Pública", 40% dos adolescentes do Brasil, de 15 e 19 anos, já perderam ao menos um dente e, em 93% das incidências, a cárie foi à responsável.

A doença, resultado da deterioração dos dentes provocada por bactérias acumuladas da má higienização e pela dieta inadequada (ingestão de açúcares - doces, balas, chocolates e refrigerantes), exposta na superfície dos dentes altera o ph da boca (ácidos liberados pelas bactérias) e causa fissuras, buracos nos dentes. No entanto, se não for tratada, a cárie causa dor e, até mesmo, a perda do dente.

O Dr. Sidnei Goldmann, especialista em implantondontia, ressalta que a melhor forma de evitar esse mal é a prevenção. "Para controlar os fatores que podem ajudar no aparecimento das lesões da cárie são as cautelas. Evitar a ingestão de alimentos açucarados, limpar os dentes de maneira adequada (escovar as gengivas e língua), passar fio dental e usar pasta de dente com flúor".

Em 2004, o Ministério da Saúde implantou o programa "Brasil Sorridente" para realizar uma série de ações em saúde bucal, voltadas para cidadãos de todas as idades. No entanto, em 2008, segundo estimativas do próprio Ministério, 58% da população brasileira não teve acesso a escovas de dentes conforme recomendação de especialista. O dado inclui pessoas que não escovam os dentes, as que escovam às vezes e também as que usam a mesma escova por muito tempo.

“É preocupante. A dentição humana é para a vida toda. Depois que os dentes nascem, deveriam nos servir durante toda a vida, até mesmo na fase onde a idade já é avançada. Por isso, a informação da pesquisa da UFSC é alarmante. 40% dos adolescentes já perderam ao menos um dente no Brasil e, 93% dos casos, por cárie. A perda de um dente pode implicar em diversos problemas para a saúde, como por exemplo: comprometer a mastigação, afetar a estética, causar periodontite (inflamação), desestruturar toda a dentição da mandíbula. A solução está na prevenção. Abaixo seguem alguns cuidados", conclui o especialista Goldmann.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: