Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   15/novembro/2019     
reportagem

Massacre de religiosos fanáticos no Acre vira livro

6/6/2009 18:44:05
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 


 

A comunidade de Lavras, em Tarauacá (AC), testemunhou uma das mais trágicas manifestações de fanatismo religioso em novembro de 1998. Sob o comando do “pastor” Francisco Bezerra de Morais, o Totó, e de sua mulher, Raimunda Bernardo Gomes, a Doca, um grupo de agricultores matou seis pessoas, incluindo crianças e açoitou outras 60, sempre alegando obedecer a uma mensagem de Deus.

 

Depois de 11 anos, o ex-seminarista e agora deputado comunista Moisés Diniz transformou a tragédia num romance que vai lançar nesta quinta-feira, às 20 horas, no stand de autógrafos da Bienal da Floresta. Editado pela Bagaço, “O Santo de Deus”, exigiu um retorno do marxista à leitura bíblica, conforme o autor escreve no prólogo.

 

“Havia 15 anos que eu abandonara os colégios religiosos e as aulas de teologia. Nesses anos, como um poço sem fundo, eu abraçara o estudo do marxismo e das ciências humanas. Lentamente, como um anjo em crise, fui me afastando dos textos bíblicos e de suas verdades fortes”.

 

Moisés informa que entrevistou os presos na delegacia de Tarauacá e notou que ao justificarem os crimes demonstravam farta argumentação bíblica e se assemelhavam a profetas, tal era a segurança e esperança que tinham na vinda de Deus.

 

Moisés anunciou o lançamento do livro na tribuna da Aleac e convidou os deputados a comprarem um exemplar. Mas, quem espera levar um livro de presente, esqueça. O dinheiro arrecadado será doado para uma entidade beneficente.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: