Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sáb,   7/dezembro/2019     
cidades

Mais de 10 milhões de reses foram vacinadas no estado

6/6/2009 18:42:06
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



De acordo com números parciais do Idaron, foram vacinadas e declaradas 10.981.658 cabeças de bovinos e 7.092 reses de bubalinos. 


 

Desde o dia 02 de junho (terça-feira), a Idaron está procurando os produtores que não declararam a vacinação contra a febre aftosa. Porém, está bastante otimista quanto à meta de imunização do rebanho rondoniense. Segundo números parciais da Agência, já foram vacinadas e declaradas 10.981.658 cabeças de bovinos e 7.092 reses de bubalinos. Respectivamente, os índices chegam a 98,74% e 96,33% do total de animais que devem estar protegidos contra a Febre Aftosa.

De acordo com Leandro dos Santos, diretor técnico da Idaron, os números vão crescer ainda mais devido à ação dos fiscais do órgão, que estão atrás dos pecuaristas “inadimplentes”. São aqueles que não declararam se vacinaram ou não seus animais contra a febre aftosa. “Das 82 mil propriedades cadastradas no sistema da Idaron, 2.500 estão nesta situação de inadimplência, ou seja, 3% do total. Até o final da semana, nossos servidores estarão em campo para saber o que aconteceu com estes pecuaristas”, disse ele.

O diretor técnico também endossou que, conforme os trabalhos são realizados, a Idaron está com otimismo em relação à 26ª etapa de imunização. “Já prorrogamos os trabalhos de vacinação do dia 15 para 25 de maio e a declaração, do dia 22 de maio para 01 de junho. Todos estão vendo que estamos com mais de 95% de cobertura vacinal. Estes números vão aumentar com certeza, incluindo aí o crescimento do rebanho, com mais de 11,2 milhões de cabeças. Agora, precisamos contar ainda mais com a parceria dos produtores para que atinjamos nossa meta de proteger 100% do rebanho bovino e bubalino de Rondônia e manter a doença longe do estado”, finalizou Leandro dos Santos.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: