Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   17/setembro/2019     
política

Governador acusa novamente procurador federal de perseguição

5/6/2009 15:46:27
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



"Ele é doente", diz Cassol. 



Clique para ampliar

Citando as palavras do desembargador Tourinho Neto, o governador Ivo Cassol (sem partido) denunciou mais uma vez a perseguição perpetrada pelo procurador da República Reginaldo Pereira da Trindade, responsável, segundo ele, pelo seu afastamento descabido do cargo.

“No Ministério Público Federal, há uma pessoa doente, que é o procurador Reginaldo, que inclusive não passou no exame psicotécnico para juiz em Rondônia. Gostaria que o Ministério Público Federal, onde existem pessoas honestas e competentes, não deixe ser manobrado por ninguém. Muito menos por esse procurador que ta lá dentro, usando a estrutura da instituição para atender seus objetivos pessoais. O próprio desembargador colocou em sua decisão que a maneira que foi feita pelo procurador não foi a correta”, disse o chefe do Executivo, logo após desembarcar no aeroporto Jorge Teixeira. Cassol diz que está buscando Justiça em Brasília e que está sendo atendido em seus pleitos.

E entende que o procurador também vai responder por suas ações no futuro por manter a versão dos 5 vigilantes, sem direito à defesa, negando , inclusive uma acareação, segundo ele. “O inferno é aqui. O que se faz aqui, aqui se paga”, diz o governador.
Sobre a propaganda do Partido dos Trabalhadores, veiculada na tevê nos últimos dias, Cassol entende que os líderes da legenda não são “deficientes visuais”, mas “cegos de natureza”. “Não querem ver o nosso trabalho. Mas o importante é que o povo está vendo e orando por nós. O PT tem feito o inverso, tentando me desestabilizar e tomar meu mandato”, disse.

O governador explicou ainda que o PT não queria que fosse fechado o acordo com o Governo Federal permutando a reserva do Rio Vermelho com parte da Floresta Nacional de Bom Futuro. “Se não estamos contentando a eles (PT), que olhem o parceiro deles e veja como está a cidade de Porto Velho. O povo dirá como está”, previu.

Cassol finalizou dizendo que estará em breve filiado ao Partido Progressista (PP) e elogiou a iniciativa do senador Expedito Junior (PR-RO) em garantir a aprovação do serviço do mototaxi na CCJ do Senado. O chefe do Executivo chegou de Brasília na noite desta quarta-feira, acompanhado de Expedito e do prefeito de Alvorada, Laerte Gomes (PR).

Fonte: Rondonia Agora.




Comentários (1)
Da Rondolama ao caos

Esse governador não vale nada. Está escrito "corrupto" na sua face. Estive em rondônia em 2006 e pude constatar: todos tem medo de denunciar alguma coisa contra alguns políticos, porque o brasil todo sabe que no norte do país, o que impera é a lei da bala, como dizia "seu jorge". Vá em frente, procurador, não tema, pois os cães ladram e a caravana passa!!

paulo césar fernandes - belo horizonte/ MG.
Enviado em: 5/6/2009 17:56:25  [IP: 189.107.175.***]
Responda a este comentário
Terra do homem do castelo

Antes de nos chamar de "Rondolama", lembre-se, caro Paulo César Fernandes, que muitas das pessoas que enlameiam nossa história são provenientes aí de sua terrinha... Aliás, sobre a proficiência de Minas em fornecer larápios não há muito o que dizer a mais... Basta lembrarmos que é daí, para ficar só em um exemplo, aquele deputado dono de um Castelo, avaliado em mais de R$ 5 milhões e que ainda tem a audácia de usar verba indenizatória para locupletar-se a si mesmo. Quando a Cassol, ele é sim um homem polêmico, que desperta paixão e ódio... Mas não há como negar que é, depois do saudoso Jorge Teixeira, o nosso melhor governador.

João Vicente Matos - Porto Velho/ RO.
Enviado em: 6/6/2009 14:16:51
 [IP: 201.24.139.***]


Mais Notícias
Publicidade: