Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  seg,   9/dezembro/2019     
reportagem

Procuradores do MPF relatam o drama dos Cinta-Larga

4/6/2009 17:48:24
Por Luíza Arcanjo/Ass. MPF/RO
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



A situação de descaso em que vivem os índios foi relatada ao jurista Dalmo Dallari, integrante do Conselho de Direitos da Defesa da Pessoa Humana (CDDPH). 



Clique para ampliar
Uma reunião realizada no Gabinete Regional da Presidência da República, em São Paulo (SP), teve como pauta da discussão a situação do povo indígena Cinta Larga. O professor Dalmo Dallari (foto), integrante do Conselho de Direitos da Defesa da Pessoa Humana (CDDPH) e um dos participantes do evento, comprometeu-se em levar os principais problemas da comunidade indígena ao conhecimento do Conselho. Dallari estuda levar o caso também à Comissão Nacional de Política Indigenista (CNPI).
 
Os representantes do Ministério Público Federal presentes à reunião – o subprocurador-geral da República Brasilino Pereira dos Santos e o procurador da República Reginaldo Trindade -, relataram a Dalmo Dallari a situação de descaso em que vivem os índios. Dentre os problemas relatados, falou-se da ausência de assistência jurídica para os índios, falta de recursos para o grupo operacional criado para coibir a exploração de diamantes na terra indígena, das violações de direitos humanos dos índios, dos problemas de relacionamento entre a Polícia Federal e a comunidade tradicional, e, ainda, sobre o tratamento dispensado pelo governo federal às diferentes comunidades Cinta Larga, estimulando a divisão do povo indígena pelo tratamento diferente aos índios que vivem em Rondônia e aos que vivem em Mato Grosso.
 
Outro assunto exposto durante a reunião foi a necessidade de reconstituição do Grupo de Trabalho (GT) Cinta Larga e a continuidade do trabalho iniciado sobre a concepção e execução de propostas de alternativas econômicas à exploração de minérios para os índios.
 
O procurador da República Reginaldo Trindade ressaltou a falta de estratégia e planejamento por parte, sobretudo, da Fundação Nacional do Índio (Funai), bem como a ausência de ações e medidas eficazes para amenizar a situação da comunidade indígena.
 
O professor Dalmo Dallari foi convidado para visitar a terra indígena e conhecer mais de perto a situação. A reunião realizada no Gabinete Regional da Presidência da República, em São Paulo (SP), ocorreu na semana passada, no dia 27 de maio. 



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: