Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   21/novembro/2019     
cidades

Governo e empresa privada unem esforços para salvar rio Jaru

28/5/2009 16:16:45
Por DECOM - Governo
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 


 

Em reunião realizada na última semana pela Promotoria de Justiça de Jaru, empresários da região apresentaram propostas de participação no projeto elaborado para recuperar as margens do rio Jaru. O objetivo do encontro foi fortalecer as ações que já vêm sendo realizadas para salvar o rio e chamar a atenção das empresas poluidoras para que apresentem propostas que possam compensar os danos ambientais causados, de forma a reverter o quadro que atualmente se encontra.

Na ocasião, o Promotor de Justiça Adilson Donizete cobrou dos empresários ações para evitar a mortandade de peixes, lembrando aos representantes dos municípios banhados pela bacia do manancial do rio Jaru (Theobroma e Governador Jorge Teixeira) que eles devem se mobilizar e buscar parcerias com os órgãos envolvidos na recuperação dos rios, visando iniciar os trabalhos naqueles municípios.

A coordenadora do Programa de Recuperação de Mata Ciliar do Estado, Kátia Casula, enfatizou que neste momento é necessário uma ação conjunta para melhorar a qualidade dos efluentes emitidos pelos empreendimentos. “O engajamento de todos colaborando financeiramente com os pequenos proprietários na construção de cercas, certamente irá fortalecer o projeto e acelerar os resultados pretendidos”, diz.

Estiveram presentes empresários da região, representantes da CAERD, prefeito e vice-prefeito de Jaru, prefeito de Governador Jorge Teixeira, deputado estadual José Amauri dos Santos, representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura de Jaru e de Governador Jorge Teixeira, da Unicentro, da Cooperativa Agropecuária de Jaru (Cooaja), Ministério Público, Sipam e Sedam.  

Mobilização Social em Tarilândia 

A metodologia adotada pelo Programa de Recuperação de Mata Ciliar do Estado inclui a mobilização social, sendo esta o primeiro contato com a comunidade para promover a conscientização quanto aos benefícios da mata ciliar. Essa atividade foi realizada no Distrito de Tarilândia e no Projeto de Assentamento D’Jaru-Uaru, contando num total com  aproximadamente 200 pessoas.

Segundo Kátia Casula a importância de se reunir os proprietários envolvidos no projeto, é para que os mesmos conheçam a proposta de trabalho para a recuperação da área e ainda recebam informações de legislação ambiental, licenciamento ambiental da propriedade rural e funções e benefícios da mata ciliar.

A reunião de trabalho, promovida pela Sedam, através do Programa de Recuperação de Matas Ciliares (PRMC) contou com a participação da Unidade Interiorizada de Ji-Paraná, EMATER, Ministério Público Estadual, CAERD, Prefeitura Municipal, presidentes de associações dos produtores rurais e diretores e funcionários das escolas que cederam os espaços.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: