Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   19/setembro/2019     
cidades

Em Candeias, Dinho e Garçon festejam vitória emblemática

3/11/2008 16:46:52
Por Imprensa Popular
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Com uma votação arrebatadora, Osvaldo Souza, o Dinho, conseguiu dar o grito da esperança para o povo que ansiava pelo fim dos tempos de Chico Pernambuco. 


 Até que demorou um pouco. Mas cerca de vinte dias depois da vitória consagradora de Dinho e da derrota acachapante de Pernambuco, a festa da vitória do prefeito eleito de Candeias fez por compensar o atraso. No complexo turístico da cidade, construído ainda à época do prefeito Garçon, centenas de pessoas se aglomeraram para saudar o futuro chefe do Executivo municipal daquela cidade.

E a celebração se deu em alto estilo, com direito a benção e música da vitória entoada por um sonoro coral formado por singelas jovens de diferentes congregações religiosas. Ao som de "Conquistando o Impossível", foi possível ver nos olhos marejados de Dinho a história, sua e de seus companheiros, da luta que travou para chegar à tão sonhada prefeitura do município de Candeias do Jamari, que elegeu como sua terra há muitos anos.

História essa que não começou neste pleito. Vem da eleição passada, quando Dinho, então candidato, sofreu da própria falta de uma estrutura sólida de campanha e com as arapucas montadas por Chico Pernambuco, que acabou vencendo aquele pleito.



TEMPOS DIFÍCEIS

O povo de Candeias não demorou muito para ver a verdadeira face daquele que acabara de ser eleito. Logo no primeiro ano de governo, em 2005, Pernambuco pôs para fora sua vertente autoritária e portou-se como o tirano sequioso de poder que acaba de tomar o trono. Intimidação e terror fizeram parte do método de administrar.

O mais marcante episódio da conturbada gestão de Pernambuco foi certamente a agressão e ameaça de morte que o ele praticou contra o jornalista Gessi Taborda, diretor de Imprensa Popular.

O caso ganhou vasta repercussão, nacional inclusive, e Pernambuco, ao final, teve de indenizar Taborda pelas ameaças e os dois revólveres que seus capangas contrapuseram ao jornalista.

Mas o povo de Candeias não deixou barato. Vingou-se dos malfeitos de Pernambuco da melhor maneira possível: pelo voto. O prefeito em fim de carreira não apenas perdeu a reeleição. Ficou em terceiro lugar, perdendo para o até então inexpressivo Raimundo das Chagas Teixeira, candidato que concorria pelo PDT, que teve quase 29% dos votos. Com pouco mais de 2.500 votos (24,27% do total), o prefeito derrotado de Candeias foi praticamente banido da vida pública pelo povo de Candeias do Jamari.



NOVOS TEMPOS

A festa da vitória, em homenagem a Dinho e seus colaboradores, marcou também o nascimento de um novo tempo para Candeias. Além de um espírito mais pacífico, a cidade também passará a ter um aliado de peso no Congresso Nacional. Trata-se, claro, do deputado federal Lindomar Garçon (PV), sobrinho do prefeito eleito e o grande incentivador da candidatura vitoriosa do tio, desde a última eleição, em 2004.

Durante o festejo pela vitória, Garçon anunciou que já conseguiu disponibilizar para a cidade que o consagrou na política mais de R$ 9 milhões em emendas orçamentárias. Dinheiro que Dinho terá de bem empregar para consolidar sua marca na cidade como o grande divisor de águas entre sua gestão e os negros tempos em que Chico Pernambuco dava as cartas na cidade.

O "boom" econômico que Porto Velho está começando a viver, agora e nos anos seguintes, graças à chegada do tão badalado Complexo Hidrelétrico do Madeira, certamente terá reflexos em Candeias. Essa é a expectativa de Garçon, que além disso também disse querer fazer do tio o melhor prefeito de Candeias dos últimos tempos. Tudo isso pode fazer supor o surgimento de uma verdadeira dinastia em Candeias do Jamari, encabeçada pelo deputado, com ramificações por toda sua família. Mas é claro que a durabilidade do comando familiar na cidade estará atrelada à sua capacidade de fornecer soluções para os problemas que se mostram aos moradores da principal cidade satélite de Porto Velho.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: