Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sáb,   24/outubro/2020     
cidades

Advogado deve se preparar para maior

13/10/2008 10:01:29
Por Assessoria/OAB-RO
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Presidente da OAB, Hélio Vieira, alerta advogados para as novas adversidades. 


 Com o boom de desenvolvimento por que passa o Estado e, em especial Porto Velho, a advocacia rondoniense deve se preparar para a firmação de um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e segmentado. Quem alerta é o presidente da Seccional Rondônia da Ordem dos Advogados do Brasil, advogado Hélio Vieira, ao analisar a nova fase desenvolvimentista experimentada pela Região, tendo como locomotiva a construção das duas hidrelétricas do Madeira.


A preocupação do presidente tem como base a massificação dos cursos jurídicos no País e a qualidade do ensino jurídico. “Esses dois fatores somados ao desinteresse do profissional é ruim, tanto para o advogado quanto para a sociedade”.


Segundo Hélio Vieira, o segredo para o advogado se destacar e se manter firme na área é deixar o mercado se segmentar, porque os segmentos individuais existem independentemente do escritório e dos seus serviços. “Por isso, recomendo aos colegas que eles devem estudar sempre mais que os outros”, reitera. Hélio cita o advogado que acomoda em seus conhecimentos, deixando de lado os livros técnicos e teóricos e passando a utilizar amplamente só a internet. “A internet simplificou o ensino, provocando a praga da preguiça intelectual”, constata.


O presidente da OAB refere-se ainda aos professores universitários que aprovam acadêmicos preguiçosos e não primam pela qualidade do ensino. Para o presidente da Seccional, um verdadeiro líder jurídico é aquele capaz de formar pessoas talentosas melhores que ele mesmo.


“O mercado jurídico mudou em uma velocidade inacreditável, obrigando os profissionais da advocacia a reinventar seu trabalho”, explica Hélio Vieira. A idéia, diz ele, é apontar as ‘baterias’ para os nichos mais promissores e ofertar serviços adaptados à realidade do cliente. “Só que para isso o advogado tem que estar preparado. A única forma de prever o futuro é cria-lo”.


Para o novo profissional, Hélio explica que este deve procurar entender o cliente e lutar em parceria com outros profissionais. “Ninguém é obrigado a ficar com pessoa que atrasa o crescimento do escritório ou com pessimistas. Os novos talentos devem encontrar um campo fértil em nichos específicos, afinal, as especialidades vieram para ficar definitivamente”, reitera o presidente da OAB-Rondônia.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias

23/11/2012 20:12:09 - SINDCONTAS ganha novo portal

Publicidade: