Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   20/novembro/2019     
cidades

Candidato à prefeitura de Machadinho faz comício com direito a churrasco e bebidas

5/9/2008 11:24:56
Por Danny Bueno de Moraes
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



A reportagem do jornalista Danny Bueno aponta possível infração eleitoral cometida por candidato a prefeito, que teria debochado da legislação eleitoral. 


 Em Machadinho do Oeste (RO), o candidato a prefeito pelo PV (Partido Verde), Marinho da Caerd, realizou, na noite de terça feira (02/09), uma saborosa reunião regada a muita carne de vaca e bebida a vontade.

A reunião se deu nas dependências do lote do Sr. Ivo, no distrito conhecido como Quinto Beque, os mais de duzentos e cinqüenta eleitores presentes puderam assistir ao comício que era realizado em cima de uma caminhonete enquanto saboreavam uma vaca oferecida pelo candidato e seus correligionários e simpatizantes, em especial o vereador Ribamar, do PFL – Partido da Frente Liberal, no município de Machadinho, que fez questão de declarar que além desta vaca tinha mais cinqüenta para ser oferecida aos eleitores daquela região.

Apesar de ter sido questionado e entrevistado pela nossa reportagem quanto à irregularidade o candidato se diz amparado pela lei que, segundo ele, estaria permitindo tal realização de natureza festiva sem que a mesma seja vista como uma irregularidade eleitoral.

Apesar da Lei 9840, que já existe desde 28 de Setembro de 1999, ser instituída através de um milhão de assinaturas de todo o Brasil, e monitirada pelo MCCE – Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral, com sua sede nacional em Brasília, que trata justamente da captação de sufrágio por meio de doações, oferecimento de bem ou vantagem de qualquer natureza com o fim de obter-lhe o voto desde o registro da candidatura até o dia da eleição, o candidato Marinho da Caerd se mostrou arrogante e fez questão de zombar e debochar da legislação chegando ao ponto de querer apostar que sua conduta era legal.

Mesmo mostrando-se seguro quanto as suas convicções perante seus companheiros de campanha que acompanhavam a entrevista, o candidato marinho da Caerd e seus candidatos a vereadores que participavam do comício não souberam explicar que em seus discursos fossem tão amplamente recomendado aos eleitores que os mesmos não aceitassem qualquer tipo de doação em troca do voto, enquanto eles mesmos estavam a praticar tamanha irregularidade considerada de natureza gravíssima perante a legislação eleitoral, que os senhores juízes me corrijam se eu estiver errado, mas a não ser que o interior de Rondônia não pertença a federação dos estados da união aos quais devem ser aplicadas todas as leis pertinentes a manutenção da ordem social e política, os espertos candidatos de Machadinho do Oeste estão cuspindo na legislação eleitoral e todo mundo ta achando que não tem nada demais.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: