Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sáb,   16/novembro/2019     
política

Todos acreditam em segundo turno nas eleições para escolha do prefeito

26/7/2008 10:56:48
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Nem todos consideram confiável a última pesquisa de intenção de voto publicada na imprensa diária. Mesmo assim, que acompanha o desenrolar a política local admite uma disputa acirrada num segundo turno. 


 A fúria com o que prefeito Roberto Sobrinho tem reagido neste final de seu mandato contra as críticas da imprensa à sua gestão é, possivelmente, um indício de que o burgo-mestre conhece, na intimidade, a barra pesada que terá de enfrentar para não ser apeado da chefia do município pela vontade popular.

O antigo liberal defensor da liberdade irrestrita do exercício da crítica mudou. Seu primeiro desequilíbrio explodiu quando partiu para a agressão pura e simples do jornalista Paulo Andreolli, editor de um site informativo na internet, acostumado a fazer perguntas provocativas a políticos.

E agora, em pleno período eleitoral, a intolerância à imprensa que não foi amestrada se materializa nos vários pedidos de “Direito de Resposta” contra o jornal Alto Madeira, um veículo próximo dos 100 anos, que se constitui num patrimônio cultural não só de Porto Velho, mas de todo o Estado.

O primeiro pedido do “Direito de Resposta” foi exercido extra judicialmente. E o jornal, de espírito totalmente democrático, concedeu, não sem rebater a catilinária petista.

Deve ter sido esta postura que levou o time do prefeito a tentar limitar a liberdade de imprensa pela via Judicial, usando magistrados eleitorais.

Em todas as tentativas as manobras intimidatórias não lograram efeito. A Justiça Eleitoral rejeitou os pedidos do prefeito-candidato, reafirmando a posição democrática de que o homem público não está imune às críticas feitas no interesse do público.

É bem possível que o Roberto de hoje passou a crer que é importante calar as críticas na oposição para evitar um desgaste maior e assim dar-lhe chance de liquidar a fatura num turno só.

Pura bobagem! Se a pesquisa publicada na edição do último dia 23 do Jornal Alto Madeira for um retrato aproximado da realidade, o segundo turno é fava contada. Afinal, a pesquisa realizada pelo Instituto Phoenix diz que o prefeito só tem aprovação em 26,3% do eleitorado.

Ora, esse é um índice muito ruim para quem está encerrando uma administração que se sustentou até agora com tanta propaganda.

E o prefeito Roberto sabe como um segundo turno será pedreira pura. E desta vez ele não tem a simpática viúva de Sérgio Carvalho ao seu lado. Aliás, seu vice pode ser uma excelente pessoa, mas se Cláudia tinha glamour e simpatia, o rapaz está muito longe de demonstrar esses atributos.

E há ainda uma outra questão que não foi explorada. Uma parte do eleitorado já assimilou a versão de que Roberto Sobrinho quer ganhar a eleição para ser prefeito só um ano e meio. Depois poderá tentar a disputa pelo governo ou pelo senado, deixando a prefeitura na mão do vice.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: