Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   14/novembro/2019     
cidades

Pequenas e médias empresas do Acre e Rondônia vão receber incentivo do Governo Federal

3/6/2008 10:27:44
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



ABDI fecha parceria com Federação das Indústrias do Acre e Rondônia. 


 A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) fechou hoje (2 de junho) parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC) e com a Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) para qualificar pequenas e médias empresas fornecedoras de produtos e serviços a grandes indústrias. O termo de cooperação, que conta com a participação do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), foi assinado pela manhã no auditório da Casa da Indústria, em Rio Branco, e à tarde no auditório da FIERO, em Porto Velho. Nas duas solenidades, o presidente da ABDI, Reginaldo Arcuri, palestrou sobre a Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP), recém-lançada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Está prevista, na primeira fase do acordo, a aproximação entre pequenas e médias empresas dos dois Estados e as indústrias inseridas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), além do contato com as empresas atuantes no Pólo Industrial de Manaus (PIM).

Para que a integração seja efetiva, serão realizados diagnósticos para identificar as potencialidades e gargalos de fornecimento existentes nas pequenas e médias empresas. As informações obtidas vão embasar as ações de sensibilização e aproximação entre os estabelecimentos locais e as grandes indústrias executoras dos empreendimentos do PAC no Acre e em Rondônia.

Outro projeto previsto no acordo é a união entre as indústrias fornecedoras e o Pólo Industrial de Manaus. A meta é difundir aos empresários locais as oportunidades de negócios existentes no Pólo e contribuir para a utilização correta do potencial de compra existente no PIM em benefício das empresas acreanas e rondonienses.

Antes de iniciar a qualificação das fornecedoras, as empresas-âncoras do PAC avaliam o produto ou serviço oferecido. Em seguida é fechado um Plano de Ação, baseado em treinamentos e consultorias, para que estas empresas atendam aos critérios estabelecidos pelas empresas-âncora. O IEL vai realizar as avaliações, que vão ser feitas durante a prestação de serviços e /ou venda de produtos e depois disponibilizadas às empresas-âncora.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: