Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   17/setembro/2019     
política

Irado, deputado promete combater novo diretor do Jo√£o Paulo II

28/5/2008 07:51:11
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Se o deputado Euclides Maciel manter o discurso feito na Assembl√©ia na ter√ßa-feira (27/05) o novo diretor do Jo√£o Paulo II n√£o vai durar muito. 


 Euclides Maciel √© o mais recente deputado do PSDB. Ele j√° chegou a ser o l√≠der do governo de Ivo Cassol. Embora tenha mudado de partido, Maciel ainda faz parte da base governista. Isso n√£o foi o suficiente para o parlamentar evitar cr√≠ticas √† nomea√ß√£o do veterin√°rio Marcos Amaral como novo diretor do Hospital Jo√£o Paulo II, √ļnico hospital de pronto socorro do Estado.

Ontem (terça-feira, 05 de maio) o parlamentar ji-paranaense dedicou a maior parte de seu discurso a criticar o novo diretor do João Paulo II, "que não é médico e como veterinário não está preparado para atender pessoas", destacou.

Inicialmente Euclides Maciel falou do n√ļmero irris√≥rio de leitos em UTI para atender "uma popula√ß√£o que gira em torno de um milh√£o e quatrocentas mil pessoas". Dando seq√ľ√™ncia ao seu pronunciamento, o deputado lamentou que "Marcos Amaral tenha sido a pessoa escolhida" para administrar um hospital complexo como o Jo√£o Paulo II.

O parlamentar disse ser óbvio o despreparo do novo diretor e explicou os motivos de sua ira: "Eu precisei telefonar para esse novo diretor, relatando o caso de uma paciente de Ji-Paraná encaminhada ao João Paulo, que deveria ser atendida numa UTI".

E segundo o parlamentar, sem qualquer argumentação e até antes de iniciar um diálogo com o novo diretor, Amaral já começou a destratá-lo: "Aquele homem colocado lá pelo governador já foi logo dizendo que não estava ali para atender pedido de políticos e me destratou de forma desnecessária".

Euclides acrescentou nunca ter pedido nada em seu favor "ou com interesse político". O parlamentar salientou: "Sou intérprete da vontade popular e porta-voz dos mais humildes. Sou defensor do povo de Ji-Paraná" e ele deveria compreender "o nosso papel".

Vou pedir ao governador para rever essa nomeação. "Veterinário sabe cuidar de cavalos, de cães e de gato. Se ele me tratou assim, como deverá tratar as pessoas mais humildes, que não têm mandato e nem força para se deparar com alguém que acha que está acima de todos", indagou o parlamentar para a Imprensa Popular depois de seu discurso na tribuna.

O deputado prometeu voltar ao assunto, "com a mesma ênfase" do discurso porque "tenho certeza de que o próprio governador não compactua com alguém que despreza os representantes do povo, porque quem agem assim deve agir de forma pior com o povo humilde, confundindo-os talvez com os animais que possilvemente até sabe tratar", concluiu.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: