Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   31/março/2020     
reportagem

Saída de Marina pode provocar reação internacional

14/5/2008 06:57:50
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Marina Silva era fiadora do governo Lula no setor ambiental. 


 O pedido de demissão da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, é considerado preocupante por entidades ambientalistas internacionais, que consideravam Marina a "fiadora" da defesa do meio ambiente no governo Lula.

“Do ponto de vista internacional, a demissão de Marina é muito preocupante e prejudica a credibilidade do governo Lula do ponto de vista da defesa do meio ambiente", disse Scott Paul, diretor do programa de Florestas do Greenpeace. "As demissões (de Marina e auxiliares) simbolizam que o governo Lula não vai mais dar prioridade para a agenda ambiental no País".

Para José Maria Cardoso da Silva, vice-presidente para a América do Sul da Conservation International, a saída de Marina terá grande impacto internacional. "Marina Silva era fiadora do governo Lula no setor ambiental", diz Silva. "Ela tentou, desde o início, fazer com que os projetos de desenvolvimento incorporassem a preservação do meio ambiente. Os outros ministros só pensam na dimensão social ou econômica".

Segundo Silva, deixar o ministério ou os projetos de desenvolvimento sustentável sem Marina é um erro enorme e a pressão internacional contra a produção de etanol, por exemplo, deve aumentar. "Ela era a pessoa no governo brasileiro que dava alguma segurança em relação à preservação ambiental".


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: