Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   23/setembro/2020     
reportagem

Lançado programa de formação de mão-de-obra para hidrelétrica

15/4/2008 06:41:09
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



A expectativa na geração de empregos diretos é em torno de 9 mil, para cada usina. 


 Com o apoio do Governo do Estado, entre outros parceiros, a construtora Norberto Odebrecht lançou na tarde da segunda-feira (14), na faculdade Uniron, o Programa de Qualificação Continuada “Aceditar”, que visa a formação e requalificação de mão-de-obra para a construção da usina hidrelétrica de Santo Antônio.

“Desde o início, defendi e lutei para que a mão-de-obra local fosse qualificada e aproveitada nesse grande e importante empreendimento. Não é justo que pessoas de fora de Rondônia venham a ocupar vagas que precisam ser preenchidas pela grande massa trabalhadora local, que necessita de vagas no mercado de trabalho”, destacou o governador Ivo Cassol, que participou do lançamento, que contou ainda com a presença do vice- presidente de Energia da Odebrecht, Henrique Valadares, o diretor de contratos, José Bonifácio Júnior, o gerente financeiro Antônio Cardilli, entre outras autoridades.

“O projeto Acreditar tem como objetivo qualificar e preparar o cidadão rondoniense para atender á demanda das obras do Complexo Energético do Rio Madeira, como forma de inibir a migração de trabalhadores de outras regiões do país”, explicou Bonifácio Pinto.

Na ocasião, também foram entregues os certificados de conclusão do módulo básico da turma-piloto do Programa Acreditar. Serão realizados cursos em 16 áreas profissionais, em funções como mecânicos, eletricistas, operadores de máquinas, pedreiros, ajudantes, entre outras áreas. O espaço para treinamento será na área em frente a Uniron. Foram convocados 525 dos inscritos.

“A expectativa na geração de empregos diretos é em torno de 9 mil, para cada usina. O que deverá gerar aproximadamente 100 mil indiretos. Sem contar que empresas que vão construir as usinas, estarão montando empresas definitivas em Rondônia, a exemplo do grupo Votorantin, com uma fábrica de cimento e a empresa Alston, no setor de turbinas e geradores”, completou o governador.

Eurípedes Santos Matias, agradeceu em nome dos formandos ao consórcio Odebrecht e aos parceiros, pela qualidade do curso e pelo compromisso com os trabalhadores locais.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: