Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   22/setembro/2019     
reportagem

Governador afirmou que prisão de seu filho teve o objetivo de atingi-lo

12/4/2008 18:06:40
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar
“A prisão do meu filho foi uma manobra pra me atingir. Me humilharam e me condenaram, na tentativa de desestabilizar o meu Governo. Mas, quero alertar aos meus adversários políticos que só me matando é que eles irão calar a minha voz, que vai continuar firme em defesa do povo de Rondônia”, assim, bastante emocionado, o governador Ivo Cassol iniciou a sua fala na entrevista coletiva no auditório da Infraero, em Porto Velho, após o desembarque de seu filho, Ivo Júnior Cassol.

“Se meu filho tivesse cometido qualquer crime, se tivesse culpa, eu mesmo iria querer que a justiça fosse feita. Mas, a sua prisão temporária foi decretada com base somente em ‘probabilidades’. Encaro que a sua prisão se deu somente por um motivo: ser filho do governador Ivo Cassol”, disse o governador, agradecendo a Deus pela liberação de seu filho.

“Se meu filho tivesse cometido qualquer crime, se tivesse culpa, eu mesmo iria querer que a justiça fosse feita. Mas, a sua prisão temporária foi decretada com base somente em ‘probabilidades’. Encaro que a sua prisão se deu somente por um motivo: ser filho do governador Ivo Cassol”, disse o governador, agradecendo a Deus pela liberação de seu filho.

O filho do governador disse que vai buscar na justiça a reparação do dano que sofreu. “Fui preso injustamente, sem motivos. Fui algemado, humilhado e tratado como um bandido. Pode demorar o tempo que for, mas vou em busca dessa reparação”, garantiu.

O governador fez ainda um desabafo: “um dia, haverá neste país uma lei eu penalize, civil e criminalmente, as autoridades que de alguma maneira denegrir a honra de um cidadão, com falsas acusações. Eu ainda serei o responsável em criar essa lei”.

Muito emocionada, a primeira-dama Ivone Cassol falou dos momentos difíceis que enfrentou, “foi uma humilhação, uma injustiça muito grande. Abalou profundamente toda a nossa família, mas ao mesmo tempo nos fortalece, pois somos pessoas honradas e abençoadas por Deus”.

INCENTIVOS

Ivo Cassol assegurou a continuidade dos incentivos fiscais. “Esse benefício é a única arma que Rondônia dispõe para atrair novos investimentos, gerando emprego e renda. Todos os Estados brasileiros e o Distrito Federal concedem incentivos. Inclusive, no Distrito Federal os atacadistas pagam somente 1% de imposto, enquanto no Pará o incentivo chega até a 99%. Rondônia não pode abrir mão de continuar concedendo o benefício”, anunciou o governador.

Nota da Redação: Mais detalhes e informações sobre este tema, na atualização de domingo.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: