Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   17/janeiro/2021     
reportagem

Deputado divulga carta pedindo a CPI das apostilas fajutas

26/3/2008 15:03:46
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O deputado do PT, Néri Firigolo, divulgou uma carta assinada por cidadãos de Rondônia preocupados com a qualidade do ensino, pedindo que os parlamentares abram uma CPI para investigar a compra de cartilha cheia de erros grosseiros sobre a história de Rondônia. 



Clique para ampliar
O deputado informou que a carta-circular faz a denúncia aberta sobre as apostilas a autoridades do Judiciário, Executivo e Legislativo. O parlamentar explicou que na famigerada apostila afirma-se que esses poderes caminham juntos – são dependentes uns dos outros. “Como os senhores podem observar, aí começa a aberração contida na apostila, já que todos nós sabemos que estes poderes mesmo sendo harmônicos são independentes – isto está contido na própria carta magna”, observou Firigolo.

Continuando, o parlamentar argumenta: “Aí surge o primeiro questionamento dos alunos: Qual dos textos está correto, o da apostila ou termos da Carta Magna? Para eles, os únicos prejudicados são exclusivamente os alunos das escolas estaduais de Rondônia” – por conta do conteúdo de uma cartilha confeccionada com informações erradas.

A realização de debates, CPI e/ou outras providências foram solicitadas pela carta, ameaçando ainda que dentro de alguns dias haverá uma grande passeata pelas ruas da cidade em protesto às ações da SEDUC – mais precisamente, ao fato de erros colocados para aprendizado aos alunos, mas, de forma errada.

O deputado lembrou que 22 páginas da apostila contém aproximadamente mais de 30 (trinta) erros gritantes – “e quem estudar pela famigerada apostila da SEDUC não passará no vestibular da UNIR”, enfatizou.

A carta, através da qual o deputado Néri espera que seus colegas de parlamento se sensibilizem no sentido de, se for necessário, criar um CPI para tratar do assunto, foi subscrita por alunos da rede escolar estadual que afirmaram: “Somos daqui e exigimos respeito!”


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: