Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   27/novembro/2020     
cidades

E o ovo está mais caro do que a galinha

15/3/2008 08:48:13
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Nunca se viu isso: o sub- produto estar mais valorizado do que um dos cortes mais nobres do frango. 


 O mês de março aproxima-se do fim e as donas-de-casa de Porto Velho descobrem que a dúzia de ovos (e olha que nos supermercados daqui não existem aqueles ovos grandes, só os de tamanho médio) está custando mais de R$ 3,00. Uma dessas donas de casa observava que o produto está agora mais caro que o frango: “Em dias de promoção é possível encontrar o quilo da coxa de frango por R$ 2,00”.

Realmente, algo está errado – mas com certeza não é o ovo, cujos preços mais recentes apenas acompanham a elevação de custo ocasionada pelo aumento dos grãos, especialmente o do milho. E quem confirma que o problema está no outro produto – o frango – é um executivo da área de abate e comercialização de aves. Suas observações:

“Na última sexta-feira, a coxa desossada obtinha no atacado, com dificuldade, remuneração de R$1,85/kg. Enquanto isso, lá na graxaria, um quilo de óleo de vísceras de frango era comercializado por R$1,90/kg. Nunca se viu isso: o subproduto estar mais valorizado do que um dos cortes mais nobres do frango!”.

Efetivamente: se, como canta o baiano Caetano, “alguma coisa está fora da ordem”, na avicultura essa “coisa” é o frango...


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: