Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   27/novembro/2020     
cidades

Padre Enzo retorna à Itália

4/10/2007 08:05:42
Por Aldrin Willy
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O pároco que mudou o cotidiano da periferia de Porto Velho partiu, em definitivo, para sua terra natal, a Itália. 


 O padre que trouxe para cá o segundo maior presépio monumental do mundo, fundou uma escola de artes que ensina a crianças carentes artesanato foi embora. Enzo Mangano recebeu de seu bispo italiano a ordem de retornar à Sicília, região da Itália.

Nascido na cidade italiana de Caltagirone, Mangano veio ao Brasil para uma experiência de três meses, em Porto Velho. “Mas acabei ficando por 19 anos”, conta. No período que viveu na capital rondoniense, o padre ganhou a admiração dos moradores da paróquia São Tiago Maior, que ajudou a construir.

Situada no bairro Tancredo Neves, região periférica de Porto Velho, a Igreja destoa das construções que a cercam. Com belos vitrais e uma vistosa cúpula, a paróquia abriga o segundo maior presépio monumental – aquele em que a história de Cristo é narrada –, criado por artesãos italianos. A obra foi trazida em virtude dos esforços do padre Enzo.

O trabalho social realizado pelo padre também deixou frutos na região. Com a criação da Escola de Arte Téos, o pároco propiciava a jovens da periferia aprender o ofício do artesanato de utensílios de porcelana. Para isso, Mangano conseguiu que dois dos alunos da escola viajassem à Itália, onde, por seis meses, aprenderam as técnicas com mestres italianos. Além do trabalho artesanal, a escola de arte oferece às mulheres cursos de corte e costura.

A despedida do padre foi marcada por confraternizações e uma sessão solene na Câmara Municipal, onde Mangano foi agraciado com o título de “Cidadão Honorário de Porto Velho”.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: