Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  seg,   16/setembro/2019     
cidades

Sinduscon comemora maioridade dando posse a Chagas Neto

31/7/2007 21:03:13
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O novo presidente é empresário de reconhecida visão empreendedora e capacidade para realizar costuras políticas para que as parcerias público-privadas avancem no estado. 


 No dia 27 de julho o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de Rondônia (Sinduscon-RO) completa 21 anos de fundação.

A data servirá também para a posse da nova diretoria da entidade, que vai cumprir um mandato de três anos, presidida pelo empresário Manoel Francisco das Chagas Neto, da KC Empreendimentos Associados Ltda, que terá de seu lado vários outros pesos-pesados do setor.

Por ocasião da posse dessa nova diretoria o Sinduscon-RO prestará homenagens a autoridades do estado com a entrega da láurea “Mérito da Construção”, num evento de grande significado social marcado para o “Spasso Multieventos”.

Chagas Neto é um nome com projeção que ultrapassa o estado no setor da construção civil, especialmente na implantação de projetos residenciais. Em Rondônia, seu nome está inscrito na história como responsável pela construção da maioria dos conjuntos residenciais implantados entre o fim dos anos 70 e a década de 80. Sua projeção como construtor de milhares de residências acabou levando o empresário a importantes postos políticos, inclusive como deputado federal (eleito pelo PMDB) e presidente do PTB no estado.

Há muita expectativa sobre o balizamento da gestão que Chagas Neto fará, e isto certamente será revelado em detalhes no seu discurso de posse.

Mas alguns empresários do setor imaginam que ele vai assumir o compromisso de “combater os pratos-feitos”, um sistema pelos quais somente grandes empreiteiras conseguem fazer as obras públicas mais importantes, criando problemas futuros para a própria sociedade do Estado, como se viu no caso do chamado “Complexo Turístico Beira-Rio”, obras que foram suspensas por determinação judicial ainda no seu início, e que tinham a participação da Gautama.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias

23/11/2012 20:12:09 - SINDCONTAS ganha novo portal

Publicidade: