Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   22/outubro/2019     
opinião

Editorial (3): Longe, muito longe da perfeição

30/11/2005 02:26:32
Imprensa Popular
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Desculpem, leitores, mas a ressaca do nosso 4º aniversário só terminou agora. 


 Somente agora, depois de comemorarmos nosso 4º ano de fundação (no último dia 15 de outubro), retornamos ao convívio com o leitor. Sabemos que a periodicidade é um fato importante em jornal de grande circulação, caso do Imprensa Popular. Nosso jornal começou como um mensário cuja definição editorial buscava extrapolar a órbita enfadonha e viciada da chamada imprensa do establishment. Somos, desde o princípio, um jornal alternativo em todos os sentidos. Este é um periódico “feito em casa”, um periódico mais de reportagem, de ensaios, de análise e opinião do que de notícias e cobertura do dia-a-dia. O jornal privilegia a polêmica, o debate e tem, a cada edição, de provar que é capaz de abordagens superiores às questiúnculas que enchem as páginas das outras publicações. Imprensa Popular tem um caráter próprio, para dizer o mínimo.

Talvez por não estar umbilicalmente ligado a grupos de interesses específicos, Imprensa Popular sobrevive a duras penas, sem receber as grandes somas de recursos daquela mídia tornada porta-voz desses grupos, políticos, empresariais e até mesmo sindicais. Por isso, nem sempre temos o financeiro para garantir uma edição por semana, dentro da nossa política de distribuição gratuita e dirigida. Há sempre muito o que fazer para o jornal ir às ruas e às bancas. E há pouca gente para fazer o que é necessário. Não temos, por exemplo, um quadro fixo de colaboradores, quer na produção, na comercialização ou na distribuição. Os grandes investidores da mídia ainda não descobriram a importância de Imprensa Popular, embora seja este o periódico de maior circulação na capital. Entramos no 5º ano de existência com os mesmos problemas de verba do princípio.

Este jornal prefere conviver com essa dificuldade financeira que impede a manutenção de sua periodicidade do que renegar seu compromisso de fazer algo pela comunidade e pelo Estado, acreditando em seu futuro. Continuaremos abertos a colaborações dos nossos melhores jornalistas, pensadores e intelectuais, desde que produzam matérias do interesse da maior parte da sociedade rondoniense. Caso contrário não sai.

Temos uma responsabilidade muito grande diante do respeito e credibilidade que conquistamos junto aos leitores. Torcemos pela evolução constante de Imprensa Popular, isto sem termos de sacrificar os princípios da liberdade de expressão e da responsabilidade que o veículo tem na construção da verdadeira cidadania rondoniense. Entre as nossas diversas falhas, a da manutenção da periodicidade é uma daquelas que pretendemos vencer primeiro. Isto demanda uma nova abordagem e um novo sistema para a comercialização de nosso produto, lacuna que pretendemos preencher no próximo ano.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: