Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   15/novembro/2019     
cidades

Terminal hidroviário vai custar mais de R$ 6 milhões

2/10/2005 14:36:07
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



A obra vem sendo prometida desde os tempos em que José Guedes foi prefeito de Porto Velho. 


 A prefeitura de Porto Velho e o Governo Federal agilizam as ações para que o início das obras do terminal hidroviário no Cai n’Água seja abreviado o máximo possível. O Coordenador Geral de Hidrovias e Portos Interiores, Francisco Além, visitou o local no final de agosto, acompanhado do prefeito Roberto Sobrinho e do deputado federal Hamilton Casara, para ver de perto o andamento do projeto e avaliar a importância da obra na vida dos moradores da área e de quem utiliza o porto para o transporte de passageiros e mercadorias, dando especial destaque aos ribeirinhos.

O prefeito Roberto Sobrinho discutiu o projeto e se empenha pela liberação da verba pelo Governo Federal. Segundo Jorge Luiz, Engenheiro da Semtran (Secretaria Municipal de Trânsito), parte da verba, orçada em R$ 9.027.156,00, está disponível, faltando alguns estudos para o início das obras.

Francisco Além destacou o empenho do prefeito para tornar possível a realização do projeto e acredita que as obras, se não houver nenhum contratempo, devem começar no primeiro semestre de 2006. De acordo com os técnicos do DNIT e do 5° BEC, as análises feitas no fundo do rio prevêem a construção de uma rampa de 127 metros de comprimento por 13 de altura, o que facilitará a operação de carga e descarga no porto.

Para o prefeito Roberto Sobrinho, a construção do terminal hidroviário do Cai n’Água vai superar as expectativas de todos. “Além de mudar radicalmente, para melhor, a realidade dos moradores, empresários e ribeirinhos, o porto será mais um importante cartão-postal da cidade”.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: