Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   17/janeiro/2021     
reportagem

Profeta peruano quer asilo para não ser eliminado pela ultradireita

29/8/2005 15:21:48
Por Edson Lustosa
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Sem falar direito português, profeta peruano afirma que é perseguido em seu país e faz denúncia contra acreano: “Eudo Custosa é um torturador”. 


 Nada menos que R$ 828 é o valor da multa aplicada pela Polícia Federal ao andarilho peruano Victor Enrique Sauñe Ayalla, que se apresenta como perseguido político em busca de asilo no Brasil. Ele afirma que, se voltar para o Peru, será morto por grupos ultradireitistas; e revela que já sofreu perseguição e tortura em território brasileiro. Em português truncado, mas sem mostrar hesitação, Ayalla afirma categoricamente: “Eudo Custosa me torturou”.

Quem vê Victor Ayalla caminhando pelas principais avenidas do centro de Porto Velho, empunhando cartazes por ele mesmo confeccionados com mensagens proféticas e anti-imperialistas, não imagina que sua vida de andarilho já lhe tenha rendido tantas perseguições como as que denuncia em uma carta aberta intitulada “Sim, há perseguição política no Acre”. Ali Victor diz que é perseguido “pelos Estados Unidos, pela maçonaria judaica e pelos nazistas por espalhar a Doutrina do Cordeiro de Deus, conhecida também como Ciência Celeste, que profetiza o triunfo do comunismo espiritual na Terra, o governo mundial e eterno dos países do Terceiro Mundo dirigido pela China, a queda do Império Norte-Americano, a perda da sua terra de Israel de novo, o desaparecimento da Igreja Católica etc.”. Pelo que Victor diz ser sua doutrina, não é de estranhar que sofra tantas perseguições.

Mas seu texto prossegue com um enfoque mais doméstico, deixando a esfera planetária para deter-se no vizinho Estado do Acre: “Nos Brasil, as espionagens dos norte-americanos, judeus, maçons e nazistas querem me deixar inválido, cego etc.” – pela segunda vez a expressão latina et cetera aparece em seu texto – “com armas químicas eletromagnéticas e radiológicas. (...) As armas magnéticas têm um alcance de 10 mil metros e se usa praticamente para torturar e assassinar de longe sem ser detida uma pessoa; pode causar câncer, infarto cardíaco, derrame cerebral, leucemia etc.”

Victor escreveu a carta quando se encontrava em Rio Branco, denunciando que a hierarquia católica em Rio Branco não quis colocá-lo em contato com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados. Os ataques mais diretos que faz no documento começam quando afirma que “deste perverso plano de assassinato seletivo com armas especiais serão culpados também os senhores Orcelio dos Reis (Assis Brasil) e Eudo Custosa, que dirige o Centro de Defesa de Direitos Humanos e Educação Popular do Acre (CDDHEP)”. O pregador peruano afirma na carta aberta: “a gente de Eudo Custosa em Rio Branco me quis fazer dano usando armas eletromagnéticas e químicas”.

LULA

Victor está revoltado com o Governo Lula, porque acreditava que, como refugiado, receberia um tratamento diferente no Brasil e, até agora, o que recebeu foi a cobrança de uma multa de R$ 828,00. Diz o auto de infração Nº 013/2005 da Delegacia de Polícia de Imigração da Superintendência Regional em Rondônia que “o alienígena Victor Enrique Sauñe Ayalla (...) infringiu o disposto no art. 126, item II, da Lei 6.815/80, por haver ultrapassado seu prazo legal de estada no país”.

Como muitos brasileiros que preferem acreditar que o presidente Lula nada tenha a ver com o que está acontecendo, Victor mantém a esperança: “Espero que algum bom brasileiro comunique ao presidente Lula sobre meu caso, para que ele me ajude, porque eu, como Lula, estou trabalhando para construir a Nova República popular da América do Sul.” Talvez Victor seja exatamente o aliado de que Lula esteja precisando neste momento.

------------------------
LEIA TAMBÉM:
Profeta está em Porto Velho para anunciar queda do Vaticano


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: