Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   19/julho/2019     
cidades

Prefeitura prepara 2ª Conferência Municipal da Cidade

3/7/2005 15:53:48
Por Ass. Com. Prefeitura de Porto Velho
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O evento terá importância fundamental já que serão discutidas propostas com a população para a diminuição das desigualdades sociais e regionais do município. 


 A prefeitura de Porto Velho realiza nos dias 27, 28 e 29 de julho próximo, em local a ser definido, a II Conferência Municipal da Cidade, cujo lema “Reforma Urbana: Cidade para Todos” visa diminuir as desigualdades sociais e regionais, dentro da proposta “Construindo uma Política Municipal de Desenvolvimento Urbano”. A importância fundamental do evento está na escolha de ações adequadas por parte do poder público, de forma coordenada e com efetiva participação popular.

O grande desafio da II Conferência Municipal da Cidade é a discussão e a construção da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU), que deverá tratar de quatro temas considerados imprescindíveis para a implantação da PNDU no país: Participação e Controle Social; Questão Federativa; Política Urbana Regional e Regiões Metropolitanas e Financiamento do Desenvolvimento Urbano, nos âmbitos federal, estadual e municipal.

A PNDU teve seu passo inicial em 2003, na I Conferencia Nacional das Cidades (Brasília-DF), quando foram definidos seus princípios e diretrizes e criado o Conselho das Cidades (ConCidades). Posteriormente, o ConCidades debateu e aprovou políticas estruturantes da PNDU: habitação, saneamento ambiental, transporte e mobilidade urbana, planejamento territorial urbano e questão fundiária.


PACTUAÇÃO DEMOCRÁTICA

O Prefeito Roberto Sobrinho entende que a realização da II Conferencia Municipal “é de extrema importância uma vez que o enfrentamento dos problemas urbanos de nosso município estão diretamente vinculados à articulação e à integração de esforços e recursos das três esferas de governo – federal, estadual e municipal – com a sociedade. È necessário compreender que o único meio de construir uma política urbana sustentável e duradoura é através da pactuação democrática”, afirma Roberto.

A Conferência é organizada por uma Comissão Preparatória, formada por gestores, administradores públicos e legislativos; movimentos sociais e populares; ONGs, entidades profissionais, acadêmicas e de pesquisa; sindicatos; empresários; operadores e concessionários de serviços públicos e conselhos, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária e Habitação – Semur.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: