Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   27/novembro/2020     
cidades

Revitalizar o pólo de confecções é uma das metas de Plaça

18/5/2005 15:06:59
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O prefeito de Pimenta Bueno espera apoio do Estado, através da política fiscal, para reativar o pólo confeccionista do município, gerando mais renda e empregos. 


 Augusto Plaça pretende fazer uma série de intervenções na economia de Pimenta Bueno, cidade da qual se tornou prefeito em janeiro, por entender que “elas são imprescindíveis para transformar o município num dos mais importantes pólo econômico de Rondônia”.

Reforçando sua opinião, Plaça destaca que mesmo diante de todos os problemas assumidos junto à sua posse, ele está determinado “a estimular o empreendedorismo em favor da geração de empregos e renda, fazendo de Pimenta Bueno um dos melhores lugares para se viver em Rondônia”.

O município, segundo o prefeito, tem demonstrado uma “excelente vocação industrial, principalmente no segmento cerâmico e no vestuário”.

De acordo com o prefeito, recentes estudos das características do solo de Pimenta Bueno mostrou que ali está “a melhor matéria prima para a fabricação de azulejos e pisos vitrificados” e isto pode servir de atrativo para investimentos nessa área.


POLÍTICA FISCAL

O prefeito lembra que “a maior concentração de indústria de confecções do Estado” está em Pimenta Bueno. Para ele esse pólo produtivo “está precisando de uma política fiscal mais flexível” para voltar a adquirir sua importância econômica e social, tendo em vista sua capacidade de gerar empregos e renda.

Em sua opinião “uma política fiscal que acaba condenando esses industriais” a pagar mais impostos do que seus concorrentes de outros Estados, é a principal causa do quadro de estagnação e de desânimo que atinge “os empresários do setor”, com muitos pensando em transferir seus negócios para outros estados.

O prefeito, juntamente com o apoio de parlamentares ligados ao município e principalmente “com o apoio do deputado Kaká Mendonça”, pretende sensibilizar o governo para “a adoção de alíquotas menores” substituindo as cobradas hoje.

E, acrescentou, a prefeitura estuda uma maneira de contribuir na formação de mão de obra especializada no ramo da costura industrial, qualificando profissionais que já atuam no setor ou que possam dele participar. Plaça acha que com o crescimento do setor, Pimenta Bueno atrair os interesses de lojistas e sacoleiros, de Rondônia e de outros Estados, que passarão a fazer compras na cidade. Mesmo entendendo que o setor de confecções possa ser tratado como prioridade, Augusto Plaça acredita que Pimenta Bueno está em condições de receber indústrias de vários setores.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: