Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  seg,   16/setembro/2019     
reportagem

Oposição quer impedir que Chico Pernambuco faça da Câmara a casa da sogra

6/3/2005 20:53:24
Por Edson Lustosa
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



A população vive momentos de perplexidade, testemunhando quebra-quebras nas sessões da Câmara e, ao mesmo tempo, como se nada disso estivesse acontecendo, cenas de enlevo e ternura, quando o prefeito vai deixar e pegar a primeira-dama na escola. 



Clique para ampliar

O hábito do prefeito Chico Pernambuco de se relacionar com menininhas de pouca idade já era bastante conhecido pela população de Candeias do Jamari. Cansado de ser objeto de comentários maldosos e injúrias lançadas por seus opositores, o ex-garimpeiro optou por uma vida mais estável. Ele alega que, aos 55 anos, a maturidade lhe cobrou uma mudança de comportamento.

Chico resolveu pôr fim aos relacionamentos fúteis e fugazes e, conforme certidão que fez divulgar na imprensa, agora é um homem casado. E arranjou um bom partido: a filha de um dos pretensos presidentes da Câmara de Vereadores. O problema é que a nova primeira-dama é nova mesmo, tem apenas 15 anos. O sogro de Chico disputa na justiça a presidência do Legislativo Municipal, pleiteada por um ex-aliado.

A população vive momentos de perplexidade, testemunhando quebra-quebras nas sessões da Câmara e, ao mesmo tempo, como se nada disso estivesse acontecendo, cenas de enlevo e ternura, quando o prefeito vai deixar e pegar a primeira-dama na escola. Beijinhos, olhares ternos e notória pontualidade compõem a cena típica de um pai que cumpre o dever cotidiano de levar para a aula a filha adolescente; ou talvez de um avô, que não aceite a monotonia da aposentadoria e se disponha a essas tarefas familiares.

O casamento do prefeito chama a uma reflexão sobre a realidade de crianças e adolescentes no contexto socioeconômico do município que ele já governou, de 1993 a 1996, e volta a administrar a partir deste ano. É que se o jovem encontra um ambiente agradável no seio familiar, bem como uma interação prazerosa com a sociedade na qual ele se encontra inserido, questões outras, como a intenção de constituição de nova família, ficam para depois. Em primeiro plano estão os estudos, a realização profissional. O casamento é sempre uma etapa posterior aos projetos que habitam a mente da juventude. A lei permite que, em caso de gravidez ou sedução, a mulher com menos de 16 anos se case, mas aquele jovem que advém de uma estrutura familiar e social tida por ‘adequada’, tem à sua disposição meios para um constante aprimoramento de suas aptidões: brinca, estuda, se entretém e busca, ao fim, quando desperta naturalmente para isso, sua inserção no mercado profissional. O casamento não povoa, a priori, seus pensamentos.



DOIS PRESIDENTES


A versão oferecida pelo vereador Pelezinho, aliado político do prefeito Chico Pernambuco, quanto à eleição da mesa diretora da Câmara Municipal é de que, dez minutos antes da eleição, Antônio Enfermeiro, um vereador que integrava a chapa adversária passou para o outro lado, protocolando junto à presidência provisória, então a cargo do vereador Jairzinho da Triunfo, um documento em que declarava seu desligamento da chapa de Nilson da Caerd para integrar a de Dejalma da Confiança.

O vereador Nilson da Caerd (PRP) foi eleito pela mesma coligação que apóia Chico Pernambuco, mas passou para o outro grupo quando lhe acenaram com a possibilidade de uma candidatura à presidência da Câmara Municipal. Segundo Pelezinho, o grupo de Jair procedeu a uma série de irregularidades, tentando impor a eleição de Nilson para a presidência ao arrepio do regimento interno da Câmara Municipal, que determina, dentre outras coisas que não foram observadas, que a votação deve ser nominal e que devem ser formadas as comissões, o que não ocorreu.

Pelezinho descarta a possibilidade de que o fato de Chico Pernambuco ter-se casado com a filha de Dejalma, que é quarenta anos mais nova, tenha alguma relação com o apoio do prefeito à eleição dele para a presidência da Câmara, refutando os comentários da oposição de que o prefeito quer fazer da Câmara de Vereadores a casa da sogra, ou do sogro, para ser mais preciso.

Diz Pelezinho: “Não há nenhuma relação, ele (Dejalma) é uma pessoa que não usaria disso. Na verdade as pessoas no nosso país ainda hoje discriminam, não sei se pela posição do Chico hoje, que hoje é prefeito, é que se estabelece essa polêmica; mas isso é totalmente compreensível, hoje tanto faz se uma pessoa tem 75 ou cem anos, ela pode se casar com uma mulher de qualquer idade. Eu não vejo nenhum mal, a pessoa pode se casar com qualquer outra pessoa que queira casar com ela, desde que a lei permita. Agora, o que sabe é que especulação política há muita e num momento desse todo mundo quer tirar sua casquinha”.



MEDO DA VIOLÊNCIA

Já a versão do outro lado é difícil de ser obtida diretamente dos vereadores, pois eles evitam contatos com a imprensa e passam a maior parte do tempo fora da cidade, alegando que temem ser vítima de violência por parte do grupo liderado pelo sogro do prefeito.

Na verdade, a eleição para a mesa diretora da Câmara Municipal de Candeias do Jamari já se define na hora em que é registrada uma chapa, pois são cinco os cargos na mesa e nove o total de vereadores. Ou seja: no máximo quatro vereadores votam contra os cinco que integram a chapa única. A confusão toda surgiu quando um dos vereadores resolveu passar de um lado para o outro e não imaginou que seu gesto poderia ser copiado.



QUEBRA-QUEBRA

Na tarde de sexta-feira, o vereador Dejalma da Confiança (PDT), abriu a sessão e fez a chamada dos vereadores. Dejalma e os vereadores Antônio Enfermeiro, Pelezinho, Sângela Loura e Lauro da 45 aguardavam a presença dos demais colegas. Não havia número suficiente, pois o grupo de vereadores liderado por Nilson, orientado por advogados, se recusou a participar da sessão. "Só participaremos da sessão quando a Justiça decidir sobre o resultado da eleição para presidente", anunciou Nilson, apoiado pelos vereadores Jair Ferreira (PL), Rui Brasil (PSDB), Benjamim Soares (PSDB). Dejalma então encerrou os trabalhos. Populares tentaram avançar sobre os vereadores que haviam comparecido para trabalhar. Dejalma se trancou em uma sala nos fundos do prédio da Câmara e chamou a Polícia Militar. O prefeito Chico Pernambuco compareceu à Câmara, mas também não permaneceu, saindo logo escoltado por seguranças. Uma semana antes, os vereadores Dejalma e Nilson já se haviam engalfinhado para ver quem sentava na cadeira de presidente.

ENQUETE



Povo opina sobre o casamento de Chico Pernambuco



Gesival da Silva, 20 anos, técnico em agropecuária

Acho errado. Ele tem que procurar alguém da idade dele.

Que idade máxima de diferença deve haver entre um homem e uma mulher?

Eu acho que uns dez anos.



Patrícia, 13 anos, estudante

Não acho certo, porque ela é muito nova.

Se fosse sua irmã, você aceitaria?

Não.



Luiz Gregório da Paz, aposentado, 79 anos

Eu não encararia não. Na idade que eu estou, pegar uma menina de 15 anos... minha cabeça não agüenta!

O que é que a cabeça não agüenta, seu Luiz?

O peso... do chifre!



Francisco das Chagas, 54 anos, comerciante

Bom, o que eu posso dizer é que gosto não se discute.

O senhor acha que a menina gosta mesmo dele?

Pelo que eu vejo falar, dizem que gosta, né?

É amor mesmo?

Na minha opinião eu acho que seja amor mesmo. Porque de noite ele vem deixar no colégio, depois vem buscar e a gente vê o jeito dela com ele.



Antoniel dos Santos de Oliveira, 20 anos, comerciário

Tá um rolo esse negócio aí.

Você não acha legal o Candeias ter a primeira-dama mais jovem do país?

Esse casamento foi só o “H”.

Se fosse sua irmã, o que é que você fazia?

Eu quebrava o pau.

Com ela ou com ele?

Com ele



Claiton Reinaldo, 21 anos

A polícia, os políticos, eles fazem isso mesmo, desde que o mundo era mundo.

E você acha legal esse casamento?

Casamento não, eles juntaram as escovas de dente. Isso é jogo de interesse: ele quer uma coisinha nova; e ela quer dinheiro.



Francisca, 50 anos, comerciante

Ele vai casar é?

Casou, no dia 25 de janeiro...

Eu sei não, esse pessoal rico é assim mesmo, eles nunca procuram gente da idade deles. Essa também não é primeira, né? Ele só quer menininha nova.

Se fosse sua filha...

O que é que a gente pode fazer? Isso é coisa da vida.

-----------

RELACIONADO: Prefeito e jagunços tentam impedir circulação de jornal à bala.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: