Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   20/setembro/2019     
reportagem

Telefone fixo subirá mais 8,7% em duas parcelas

21/8/2004 11:13:19
Por O Globo On Line
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou nesta sexta-feira que o reajuste médio da cesta de serviços da telefonia fixa será de 8,7%. O percentual, definido nesta sexta-feira, ficará abaixo dos 10,9% relativos à reposição integral à qual as concessionárias teriam direito segundo os contratos de concessão e a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e será dividido em duas parcelas: a primeira, a ser aplicada a partir de 1º de setembro, e a segunda, a partir de 1º de novembro.  


 O reajuste tem origem na cassação, em 1º de julho, pelo STJ, de liminar que determinou a aplicação do IPCA (17,24%) na reposição a que as empresas teriam direito contratual em 2003. A determinação do STJ restabeleceu o índice previsto nos contratos de concessão (IGP-DI), anunciado pela Anatel em 27 de junho de 2003.
Conforme anunciado anteriormente pelo presidente da Anatel, Pedro Jaime Ziller de Araújo, a assinatura residencial, o pulso e os créditos do cartão telefônico utilizados nos Telefones de Uso Público (TUPs) sofrerão reajustes inferiores à média. A assinatura residencial será corrigida entre 6,28% e 7,16%, resultando numa média nacional de 6,7%. O pulso terá reposição entre 6,29% e 7,21%, também com média nacional de 6,7%. O crédito do cartão telefônico sofrerá aumento de 5,88%, enquanto as tarifas de Longa Distância Nacional (LDN) e Longa Distância Internacional (LDI) tiveram reajuste médio de 10,9%.
Os novos valores deverão ser anunciados pelas concessionárias em veículos de grande circulação 48 horas antes da prática das tarifas, prevista para 1º de setembro.

Fonte Associação Cidade Verde- http://www.portovelhoagora.com.br/


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: