Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro


 

Porto Velho,  dom,   13/outubro/2019     
COLUNISTA: Gessi Taborda

Em Linhas Gerais

20/8/2004
taborda@enter-net.com.br
 
  
ESCALAÇÃO - Começou a circular nos desvãos do poder a lista dos nomes que estariam com escalação garantida na composição do secretariado municipal, se o candidato do prefeito faturasse a disputa, cumprindo o pacto firmado com Carlos Camurça. Tem gente roendo as unhas para que a escalação seja modificada. De acordo com o informe por dois anos a Secretaria Municipal da Saúde continuaria nas mãos de Pimentel e a do Planejamento no comando de João Carlos. A Fazenda ficará, pelo mesmo período, na mão de Waldiro Grabner, o cunhadão. Mauro já teria confirmado que Jorge Ademir (ex-Ceron nos tempos de Piana) irá para a Secretaria da Administração e Gilson Nazif para Obras. O ex-prefeito de Ji-Paraná, Jair Ramires, está cotado para a Semusp, enquanto Luiz Guilherme ficará como Assessor Especial. Hélio Fonseca retorna à Chefia de Gabinete; João Abelha vai para a Semtran e Ruth Morimoto assume a Assistência Social.

MUITA DISPOSIÇÃO
Os rondonienses honestos estão satisfeitos com a disposição da Polícia Federal, com o suporte do Ministério Público Federal, de continuar revelando os subterrâneos da corrupção no Estado, quase sempre patrocinada por políticos de relevo, empresários gananciosos e membros do baronato do serviço público. Na semana que passou uma fonte garantia ao repórter que serão realizadas novas operações no Estado, para pegar fraudadores do erário e envolvidos na lavagem de dinheiro. As pessoas de bem de Rondônia, especialmente empresários que vivem honestamente do suor de seu trabalho, estão carecas de ouvir sobre fraudes em licitações públicas, lavagem de dinheiro, enriquecimento ilícito, tráfico de influência, etc, sempre premiadas pela impunidade. Doleiros, fiscais corruptos, políticos idem, comerciantes que topam qualquer parada para ficarem mais ricos, gente acostumada a servir de “laranjas” poderão receber um par de algemas idênticas às colocadas em Amorim. E por falar no caudilho de Ariquemes, alguém sabe o que é feito daquela sua eminiência, a Rejane?

DINHEIRO A RODO
Se os “sherlocks” da PF decidirem investigar como se deu a transferência de uma importante “bandeira” de concessionária de automóveis em Porto Velho, bem como a compra do imóvel onde a mesma funciona na BR-364 pela ninharia de cinco milhões, aproximadamente, acabará descobrindo que por trás do negócio milionário está uma “progressista” figura da política local. O negócio tem toda aparência de uma grande lavanderia. Na operação foi usado o sistema laranja, onde um personagem do laranjal desempenha papel de “empresário” do setor de terraplanagem.

CALADO
Instalado de forma ruidosa no ano passado, no auditório do TRT, o tal Fórum pela Ética na Política está absolutamente calado diante dos recentes episódios de combate à corrupção e aos crimes do colarinho branco pelas operações da Polícia Federal.

COMPRA DE CRIANÇAS
Parece incrível, mas é verdade. Crianças de diversas partes do mundo são literalmente colocadas à venda para ricos capitalistas interessados no site www.orphanoverseas.org, dos Estados Unidos. As mais baratas são as chinesas. As vietnamitas estão entre as mais caras, chegando a 12.400 dólares americanos.

TEMOR
Nazif pode não demonstrar mas está em desespero. Sabe que se não ganhar no 1º turno, mesmo se chegar ao 2º turno como o mais votado, estará perdido. Embora trocasse figurinha com Everton na Assembléia (até na hora de “defender” os demitidos), ele não tem o menor desejo em enfrentar o Tucano. E morre de medo de encarar um adversário como Oscar Andrade.

AFIADO
O candidato do governador a prefeito de Porto Velho, o radialista e deputado Everton Leoni, demonstrou que está afiado no conhecimento dos problemas da cidade. Suas primeiras aparições na TV, dentro da propaganda eleitoral gratuita, não esconderam a expressão de cansaço de Everton. Nessa maratona o candidato do governador mal está tendo tempo para dormir, embora tenha feito os deslocamentos para as áreas mais distantes de helicóptero.

COM A LISTA NA MÃO
O vereador Rubão, do PSDB da Capital, fez uma inusitada revelação na sessão da Câmara Municipal da última quarta-feira. Garantiu que tem em mãos uma lista de eleitores do Caladinho que foram procurados para vender o voto. O vereador não explicou quem seria o candidato comprador e nem porque não denunciou o fato às autoridades competentes.

BILHÕES
A pirataria faz o Brasil perder cerca de 30 bilhões/ano em sonegação de impostos. Agora o governo estuda maneiras para punir com mais rigor os envolvidos. Em Porto Velho a avenida Sete de Setembro é uma enorme vitrine de produtos pirateados, principalmente CDs. As autoridades deixam de fiscalizar a ação dos piratas com a desculpa de que a atividade alivia o problema social causado pelo desemprego.

PRODUÇÃO ESMERADA
No programa de apresentação dos candidatos a prefeito de Porto Velho na televisão quem ganhou o prêmio foi a Minha Agência, responsável pela produção do programa do candidato do PT, Roberto Sobrinho. Mostrou que sabe o que faz. Bem diferente dessas agências de publicidade que nada entendem do ramo, não passando de enganação. Em pé de igualdade ficou o programa do candidato Oscar Andrade. Perdeu pela escolha da âncora, uma figura na fase daquilo que os publicitários batizam de “embalagem viciada”. A do PT, ao contrário, derramou simpatia em seu rosto praticamente desconhecido no mundo televisivo. O programa de Nazif foi de longe o pior. Um negócio piegas, provinciano, com alta densidade de puxasaquismo. Se na abertura do palanque eletrônico o pessoal já está apelando até para as mães (do falecido Chiquilito e do próprio Mauro), o que não farão daqui pra frente.

Nenhum comentário sobre esta coluna

Mais colunas de Gessi Taborda
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13


Últimas Matérias
Publicidade: