Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro


 

Porto Velho,  qui,   18/julho/2019     
COLUNISTA: Gessi Taborda

Em Linhas Gerais - 14/03/2004

13/3/2004
taborda@enter-net.com.br
 
  
PARTIDO URBANO
Em Rondônia, fato curioso, o PT cresceu, graças ao carisma do próprio Lula, mas ainda assim não se transformou num partido urbano. Explica-se: suas maiores chances de vitórias sempre estiveram circunscritas às pequenas comunidades. Apenas uma vez o PT teve chances reais de deixar a periferia, os pequenos burgos. Isso aconteceu quando obteve, com Jorge Streit, seu melhor desempenho numa campanha para o governo do Estado. Mas como Streit não foi preservado para disputas futuras (quando, possivelmente, seria forte candidato à prefeitura de Porto Velho) o PT continuou com sua característica de partido competitivo apenas nas províncias. Agora os petistas imaginam capazes de mudar esse perfil. Afinal, pensam, são os “donos” do governo federal e assim podem deixar a sina dos grotões.

Não será tão fácil como parecem acreditar seus dirigentes. Uma análise isenta mostra que o PT ampliou sua representação, seja na bancada estadual ou na federal, mas renovou muito pouco seus quadros. Pela primeira o PT rondoniense conseguiu representação na bancada federal, elegendo inclusive Fátima Cleide como senadora. E conseguiu ampliar sua representação na Assembléia. Todavia seus representantes são praticamente as antigas lideranças, principalmente aqueles que promoveram a visibilidade do partido nos tais grotões.

O PT chegou ao poder a nível nacional, mas em Rondônia, para chegar ao poder municipal nas eleições deste ano e para tentar o poder estadual em 2006 não dispõe de nenhuma novidade. Terá de contar com as mesmas lideranças. A única novidade (com reconhecido cacife político-eleitoral) conseguida pelo PT até agora foi o ex-deputado Eurípedes Miranda Botelho que poderia – mas para isso é necessário remover barreiras criadas pelas forças egocentristas – ser a “surpresa” do partido na disputa do governo em 2006.

Para um partido que detém a presidência da República, buscar o poder municipal nas principais cidades e o governo do estado em 2006 é quase uma obrigação óbvia. É um projeto difícil, mesmo que os atuais petistas com mandato consigam ter um bom desempenho. Este não é, no entanto, o pensamento dos dirigentes partidários em Porto Velho. Eles não escondem a euforia com aquele que será o candidato do partido (Roberto Sobrinho) à prefeitura da Capital. Na verdade a performance de Roberto Sobrinho nas urnas depende menos dele do que dos resultados dos outros. Do governo federal principalmente. Se o PT não atrair para seus quadros lideranças consagradas viverá a síndrome dos grandes times de futebol sujeitos ao rebaixamento. E, claro, não chegará a ser um partido urbano.

HOMEM FORTE

Ninguém duvida que, desde o início, Miguel Sena foi um homem forte no governo. Afinal, ele foi uma peça importante antes e durante a campanha de Ivo. Assim, na Saúde concentrou poderes demais, peitou a elite dos servidores daquele setor, ordenando à direita e à esquerda. Acreditar em sua própria fortaleza pode ter sido seu grande erro. Ao perder a humildade dos iniciantes bem intencionados, passou a desprezar fatos capazes de provocar borrascas que no futuro poderão atrapalhar o chamado sonho dos anjos. Sairá do cargo ostentando uma blindagem que, com o tempo, perderá toda sua utilidade.

A PEDIDOS
Tem gente graúda piscando os olhos para os lados do deputado Edson Gazzoni, do PDT. Querem por que querem que o parlamentar encare de verdade a candidatura de prefeito da capital. Essa “banda” do PDT acha que um partido desse tamanho não pode deixar de apresentar candidato próprio numa eleição de dois turnos. Gazzoni já se manifestou várias vezes sobre o assunto, dizendo que topa. Mas no fundo, no fundo, fica na dele esperando um sinal do prefeito Carlos Camurça. Quando maio chegar o deputado pode colocar a boca no trombone.

IMBATÍVEL
No mundinho da política da administração municipal de Porto Velho todos exteriorizam uma certeza: Jair Ramires pode preparar o terno da posse como vereador. Sua performance de Secretário Municipal e o apoio privilegiado que terá de Carlos Camurça garantem que Ramires esteja entre os mais votados de outubro. Pelo calibre do candidato dá para acreditar nessas suposições.

MANIFESTAÇÃO
Paulo Xisto, presidente da ong Cidade Verde, comandou no dia de ontem, em pleno centro da capital, manifestação de consumidores, principalmente mulheres, em repúdio a supermercados que insistem em não obedecer a legislação, afixando etiquetas de preço nos produtos. No viés, entrou na dança dos manifestantes a preocupação com os transgênicos. Uma coisa ficou clara: a liderança de Xisto nestas cruzadas em defesa do consumidor. Esse é outro nome pronto a ser catapultado para a Câmara Municipal de Porto Velho.

FINANCIAMENTO
Até o momento Mário Português, o dono da Distribuidora Coimbra, está fechado em copas no que se refere aos financiamentos de campanha eleitoral. Mas pelo menos no nível de Candeias do Jamary o superempresário vai apoiar, de forma decisiva, um candidato a vereador. Não se fala de outra coisa entre os pretensos concorrentes daquele município.

JÁ DEFINIU
Acostumado a ficar sempre do lado que a vaca deita, Emílio Paulista, deputado estadual com base em Cacoal, já definiu quem apoiará na disputa pela sucessão daquela cidade. Acertou quem disse que Divino Cardoso foi o escolhido. Mesmo assim Paulista não deixa de reafirmar seu respeito total pela prefeita Suely Aragão.

MAIS UM
O empresário Jaime Ledo ampliar sua participação no setor de distribuição de derivados de petróleo em Porto Velho. Ele acelera as obras de reforma e modernização do posto de bandeira Shell, na avenida Rio Madeira, junto do trevo que dá acesso à Estrada da Penal e ao Alphaville. O investimento nesse novo negócio está em torno do milhão. Nem por isso Jaime desistirá de participar do pleito eleitoral. Sua decisão de concorrer a uma cadeira da Câmara Municipal mantém-se de pé. Vai marchar ao lado de Renato Lima, do PTB.

TAPANDO
A firme decisão do prefeito Carlos Camurça de acelerar a operação tapa-buracos na capital está acabando com aquela imagem de terreno lunar em diversas ruas da cidade. A grande quantidade de crateras no asfalto está desaparecendo. É assim que se faz. O povo, mais uma vez, agradece.

IMPRENSA POPULAR
Na próxima semana o periódico editado pelo colunista, Imprensa Popular retornará a circular após dois meses de recesso. Vai trazer, entre muitas matérias polêmicas, uma entrevista exclusiva com a senadora Fátima Cleide. Integrantes daquele jornal preparam-se para fazer dele um novo semanário, a partir de maio. Como imprensa alternativa, o jornal detém grande espaço entre os consumidores da mídia impressa.

NOVIDADE
Renato Lima, do PTB, está sabendo aproveitar a mídia (especialmente na propaganda partidária) para vender a imagem de “nova liderança” na política da capital. Ele quer porque quer ser o grande porta-voz de uma política econômica municipal capaz de reduzir drasticamente o desemprego na cidade. Vem dando show com a apresentação de propostas ousadas em todos os encontros que participa com lideranças comunitárias. Tem tudo para ser um fenômeno político, se realizar uma campanha bem coordenada. Por ter ganhado expressão, Renato já enfrenta oposição de poderoso lobby interessado em tira-lo do páreo.

OLHO VIVO
Um simpático passarinho me contou após ouvir comentários sobre as despedidas de um bambambã do poder estadual: “Duvido que o Ministério Público vai permitir que os apanhadores de trigo em campo de centeio levarão uma vida nababesca sem dar maiores explicações de como bamburraram em tão pouco tempo”. Assim que deixar a corte esse “apanhador” não terá sossego. Terá de explicar tintin por tintin negócios direcionados em valores que superaram 10 milhões, sem falar da mansão no Jardim das Mangueiras e “otras cositas mas”.

Nenhum comentário sobre esta coluna

Mais colunas de Gessi Taborda
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13


Últimas Matérias
Publicidade: