Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro


 

Porto Velho,  sáb,   19/outubro/2019     
COLUNISTA: Gessi Taborda

EM LINHAS GERAIS - 27/7/2003

26/7/2003
taborda@enter-net.com.br
 
  
AQUI TAMBÉM
Seguindo a tendência de todo o país, aqui também membros do judiciário prometem que haverá greve. Rondônia poderá, assim, quebrar a rotina de seguir sempre a orientação emanada do Poder Judiciário em Brasília, que já se posicionou contra estas manifestações. Aqui também, no caso da confirmação da greve, os operadores do Direito deverão fazer a grande indagação: se os Juizes integram um dos três Poderes da República, contra quem farão a greve? E os próprios advogados respondem: Se for contra o Executivo, estará rompida a tão decantada harmonia entre os poderes. Vários advogados consultados pela coluna concordam que uma greve de Juízes não teria nenhuma base legal. Quem julgaria a legalidade desse movimento daqueles que têm a responsabilidade de julgar?

ANIMANDO-SE
O doutor Moisés chegou de sua curta estadia na Europa, onde foi concluir seu curso de doutorada numa universidade lusa, animado com a insistência de vários militantes do PFL que vê nele o perfil ideal daquele “que o partido deveria lançar” para tentar conseguir a vitória na corrida pela prefeitura de Porto Velho. Moisés, irmão do deputado Carlão de Oliveira, aquele que vem a ser o presidente da Assembléia, tem muita cautela, quase excessiva, em dizer logo se aceita ou não. Ele mostra que não é “de fugir da briga” mas, em termos eleitorais ainda não deixou de lado um grande sonho: tornar-se prefeito de Alta Floresta onde a situação da prefeita Nega Cassol não está das melhores. Uma coisa é certa: se optar pelo enfrentamento naquele município, Alta Floresta certamente conseguirá ter à sua frente o prefeito intelectualmente mais preparado da nova safra.

IRANDIR
Polêmico, politicamente tido como língua solta, empresário dono da Transacreana, que liga Rio Branco a diversos estados nordestinos, Irandir afirma que vai disputar a prefeitura de Ouro Preto e desta vez, acentua, “com a certeza de vencer os “capôs” da política local”. Na eleição passada Irandir esteve ao lado de Ivo Cassol nos dois turnos. Ela era candidato a deputado estadual. Acabou tendo problemas com a Justiça e ficou vendo o sol nascer quadrado alguns dias. O empresário garante que tudo aconteceu por manobras de desafetos políticos, interessados em sufocar suas possibilidades de vitória. Desta vez, como possível candidato a prefeito, Irandir garante que terá apoio do governador. Não será a primeira vez que disputará o cargo. Numa disputa antiga faltou pouco, muito pouco mesmo, para que Irandir emplacasse o mandato.

BRABO
Somente agora um dos mais importantes artistas (compositor, intérprete e músico) de Porto Velho revelou as ameaças que sofreu, pasmem, da mais alta figura que responde pelo setor cultural em nosso Estado, durante a realização do tradicional Flor do Maracujá. O tal artista quis receber seu cachê integral. E foi aqui que o qüiproquó foi montado. Pela extraordinária soma de 50 reais, o artista que tinha sido convidado para fazer parte do jurado que avaliou as apresentações folclóricas do evento, foi chamado a partir “pro cacete” com o tal bigboss. Então ta explicado porque a política cultural em Rondônia sempre se confunde com uma grande piada de mau gosto.

APAZIGUADOR
Coube ao deputado Ronilton Capixaba o papel de pacificador entre dois secretários da área econômica do governo, na semana que passou. Os dois não chegavam a um acordo sobre questões de finanças públicas, permitindo a Ronilton exercitar seu lado pouco conhecido de “paz e amor”. Tudo em nome da “governabilidade”, coisa que o deputado de Ouro Preto sempre alfineta em seus discursos, desde que se tornou vice-presidente da Unale.

TEMPO
Estima-se que o plenário da Assembléia Legislativa só estará pronto em setembro. Até lá as sessões do parlamento estadual, em Porto Velho, serão realizadas na Câmara Municipal. Nesse período deverão acontecer pelo menos duas sessões itinerantes, com a primeira marcada para o dia seis, em Vilhena.

TURISMO
E por falar em turismo, aumenta o número de prefeitos e lideranças que se queixam das dificuldades de serem recebidos pela senadora Fátima Cleide, do PT, em Brasília. A moça dono do mais “angel face” da política estadual ainda não conseguiu descer do Olimpo.

PROCURADO
O debutante político Renato Lima está cumprindo à risca os procedimentos fundamentais para a decolagem de uma candidatura eleitoral ao cargo majoritário. Seu escritório na Avenida Rio Madeira tornou-se endereço obrigatório de reconhecidas lideranças populares. Na semana que passou que ficou lá por quase duas horas conversando sobre sucessão municipal foi o Ceará Miséria, que vem a ser o irmão do ex-deputado Ramiro Negreiros, um dos nomes que buscam a indicação de candidato a prefeito pelo PFL. Tudo indicar que Renato não terá dificuldades em escolher um vice para compor o lançamento de sua nave.

VAI DEBUTAR
Finalmente o conhecido secretário municipal do meio-ambiente, Antonio Ocampo, vai debutar na política eleitoral. Dono de extenso currículo como administrador público (ele já foi, entre outras coisas, Secretário da Cultura na gestão do saudoso prefeito Chiquilito), Ocampo pretende fazer uma caminhada para tornar-se vereador. Ainda não recebeu o sinal verde do prefeito Carlos Camurça.

INVIABILIZADO
Se Miranda Botelho, presidente da Ceron, continuar insistindo em ser candidato a prefeito pelo PDT “só com o apoio do PT” acabará inviabilizando sua permanência no claudicante partido de Leonel Brizola. Uma aliança com o partido dos barbudinhos em Porto Velho seria a última alternativa do prefeito Carlos Camurça, atual presidente regional da sigla rotulado num passado recente de socialismo moreno.

RIR É O REMÉDIO
A maioria dos políticos de peso de nossa Rondônia caem na gargalhada quando ouvem o ex-candidato a vice de JB, nas eleições passadas falar do “Instituto Oscar Andrade”. Ninguém aposta uma pataca furada na possibilidade do mineirinho ligado ao grupo garagista chegar à prefeitura da Capital. Não só pela sua rejeição, mas pelo seu próprio estrelismo que acabou colocando o ex-deputado numa incômoda posição de isolamento eleitoral. Para esse pessoal do andar de cima do cenário político, Oscar só teria chances reais de vitória se fosse cantar na freguesia de Machadinho.

EBULIÇÃO
A Câmara Municipal de Porto Velho retorna do recesso em plena ebulição eleitoral. Como se não bastasse a preocupação de boa parte dos edis com a barra pesada que terão de enfrentar para continuar no cargo após 2004, o vazamento da informação de que o presidente da casa, vereador Silvio Gualberto, poderá pilotar a candidatura majoritária de um importante partido rondoniense entrou no tema das discussões informais da edilidade. É que nesse caso Silvio terá até Setembro para anunciar sua nova opção partidária, podendo mudar a atual composição das bancadas na Câmara Municipal.

LIVRE
O empresário Jaime Ledo, um dos masters do setor de turismo (leia-se Vip’s Tour) e combustível exibia na semana que passou sua desfiliação do PFL. Agora só falta terminar a construção de seu novo prédio, no centro, para ficar completamente à disposição da política. O empresário está verdadeiramente decidido a entrar com tudo na batalha eleitoral. Só não decidiu, ainda, em qual partido irá filiar-se novamente.

LIMPANDO A ÁREA

César Cassol está terminando a limpeza de órgãos do Detran que estavam sendo comandados pela escumulha que adora criar dificuldades para vender facilidades. Novas trocas de chefes de Ciretrans do interior aconteceram na última semana. Com a ação moralizadora de César, está cada vez mais difícil conseguir uma CNH por baixo dos panos ou dar um jeitinho nos prontuários mais cheios de nódoas.

CHEGADO

Uma fonte supimpa revelou uma das preferências de lazer do prefeito Carlos Camurça: assistir a grandes competições de Rodeio. Deve ser por isso que Barretos exerce grande atração sobre o nosso alcaide.

ESTADO DE GRAÇA

Quem está em estado de graça neste princípio de semana é o prefeito de Candeias do Jamary, Lindomar Garçon. Sua liderança foi reforçada ontem, com a inauguração do asfalto no distrito do Triunfo. Sua campanha para atrair empresários em investimentos voltados para consolidar Candeias como pólo turístico está tendo resposta positiva.

Nenhum comentário sobre esta coluna

Mais colunas de Gessi Taborda
Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13


Últimas Matérias
Publicidade: